Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

São Paulo vende Antony ao Ajax e pode receber até 29 milhões de euros

Clube tricolor aceita proposta do time europeu, que ainda pode render com futura venda de David Neres

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2020 | 11h02

Recém-chegado da seleção pré-olímpica, o atacante Antony, do São Paulo, já foi negociado com o Ajax, da Holanda. O clube paulista aceitou uma proposta dos europeus que pode chegar a 29 milhões de euros (cerca de R$ 135 milhões), sendo 16 milhões pelo jovem de 19 anos, mais seis milhões em caso de metas atingidas e sete milhões envolvendo uma futura venda de David Neres, também revelado pela base tricolor e vendido à equipe holandesa em 2017.

Antony deve estrear no São Paulo pela temporada 2020 neste sábado, quando a equipe enfrenta o Corinthians, no Morumbi, às 19h (horário de Brasília). Como a janela de transferências para a Europa está fechada no momento, o atacante permanecerá jogando pelo clube do Morumbi até, pelo menos, o meio do ano, quando sua transferência para a Holanda será, de fato, definitiva.

A estreia de Antony entre os profissionais aconteceu em 2018, na 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Grêmio. O jovem se firmou de vez no time principal no Campeonato Paulista de 2019, após disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. O conturbado início de temporada tricolor, na ocasião, não foi um problema para o atacante mostrar seu talento, e rapidamente se tornou titular absoluto.

Destaque da equipe e cria do CT de Cotia, o ponta direita se tornou um dos jogadores mais importantes do São Paulo na última temporada, sendo um dos principais alvos de times europeus durante o mercado da bola. O clube do Morumbi chegou a recusar propostas milionárias do Borussia Dortmund, da Alemanha, e do Manchester City, da Inglaterra, visto que os valores não condiziam com o esperado pelo jogador e dada a sua importância para o elenco.

Com as três cores da equipe paulista, Antony fez três jogos em 2018 e 45 em 2019, tendo marcado seis gols. O jovem apresentou uma queda de rendimento na reta final da temporada, mas seguiu entre os titulares. Já sem contar com o jogador no início dos trabalhos deste ano, o técnico Fernando Diniz agora terá de pensar em uma solução definitiva para a vaga no ataque a partir da metade do ano, quando o jovem deixa o clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.