Divulgação
Divulgação

São Paulo encara a primeira decisão na Copa Libertadores

Clube recebe San Lorenzo para iniciar mata-mata antecipado

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

18 Março 2015 | 07h00

O mata-mata da Copa Libertadores começa nesta quarta-feira para São Paulo e San Lorenzo. As campanhas similares na fase de grupos e o equilíbrio da chave levam os times a encarar o jogo desta quarta-feira, às 22h, no Morumbi, como a abertura de um confronto eliminatório antecipado, cujo destino é garantir vaga nas oitavas de final da competição.

Os dois adversários perderam para o Corinthians e ganharam do Danubio, do Uruguai, cotada como a equipe mais fraca do Grupo 2. Empatados com três pontos, o clube paulista e o rival argentino vão se reencontrar em Buenos Aires daqui duas semanas e encaram que estará classificado quem levar a melhor nos dois confrontos.

"Para mim, essa ida e volta com o São Paulo definem o segundo lugar do grupo”, disse no domingo o técnico do San Lorenzo, Edgardo Bauza. “Temos a noção total de que precisamos fazer o dever de casa", afirmou o meia Ganso.


No São Paulo a partida tem um peso ainda maior. A falta de padrão de jogo nas atuações recentes e as duas derrotas para o Corinthians esquentam ainda mais a fervura na qual o técnico Muricy Ramalho está submerso. Enfraquecido pelas brigas nos bastidores, uma vitória sobre o atual campeão da Libertadores é o remédio para esfriar toda a pressão existente de que ele próprio tem reclamado.

Na véspera da partida o meia Ganso saiu em defesa do técnico. “O Muricy está procurando blindar os jogadores dessas coisas, então é difícil falar disso. Partindo dos jogadores, é praticamente impossível (derrubar o treinador)”, comentou.

Muricy tomou várias precauções para não vacilar no jogo. Deu descanso aos titulares no domingo, conseguiu recuperar os lesionados e ontem fechou o treino. Durante uma hora o técnico trabalhou sem a presença dos jornalistas e aproveitou para reunir o elenco e comandar uma atividade tática.

O São Paulo volta a contar com Centurión, Souza e Luis Fabiano, que passaram os últimos dias com problemas musculares. O zagueiro Dória não conseguiu se recuperar de um entorse no tornozelo esquerdo e deve dar lugar a Edson Silva.

Como Luis Fabiano fez apenas um treino, desde que se recuperou de uma contratura na coxa, o mais provável é que Alexandre Pato seja o titular.

O argentino Centurión deve ganhar chance para atuar como meia pela esquerda no esquema 4-2-3-1 graças à boa atuação contra o Corinthians e também por conhecer o San Lorenzo. "Temos de ficar atentos nas pontas do gramado, porque o time deles é rápido por ali", alertou.

A diretoria do São Paulo adotou uma postura diferente antes do jogo, ao anunciar uma promoção. Os ingressos avulsos para quem não é sócio torcedor continuam com o preço de R$ 120. O clube fez uma promoção: quem adquirir um bilhete poderá levar um acompanhante de graça em um dos setores do estádio. O valor das entradas motivou protestos em partidas anteriores e esvaziou o Morumbi contra o Danubio. Os 16,8 mil pagantes foram a menor bilheteria do São Paulo na Libertadores nos últimos 23 anos.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X SAN LORENZO

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Edson Silva e Carlinhos; Denilson e Souza; Michel Bastos; Ganso e Centurión; Alexandre Pato. Técnico: Muricy Ramalho.

SAN LORENZO: Torrico; Buffarini, Cetto, Caruzzo e Más; Mercier, Kalinski, Mussis, Blanco e Romagnoli; Cauteruccio. Técnico: Edgardo Bauza. 

Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia)

Local: Morumbi, em São Paulo 

Horário: 22h

Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Copa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.