São Paulo encara o Audax Italiano pela Libertadores

Com elenco reduzido, técnico Muricy Ramalho relaciona Hugo para o duelo desta quinta-feira, às 22h30

Giuliano Villa Nova, O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2008 | 18h44

Com um elenco bastante reduzido em razão das contusões e das punições internas para Carlos Alberto e Fábio Santos, a diretoria do São Paulo resolveu voltar atrás e reintegrou o meia Hugo, que tinha sido afastado do elenco há duas semanas. Assim, o técnico Muricy Ramalho ganhou mais uma opção para o jogo desta quinta-feira, contra o Audax Italiano, a partir das 22h30 (horário de Brasília), em Santiago, no Chile, pela Libertadores - o jogo terá acompanhamento do estadao.com.br.   Veja também:   Classificação Resultados e calendário   Se não levasse Hugo, apontado pela diretoria são-paulina como um jogador "desmotivado", Muricy ficaria sem opções até para formar o banco de reservas. "Precisávamos dele para completar o elenco e espero que ele aproveite essa nova oportunidade", disse Carlos Augusto de Barros e Silva, diretor de futebol do clube.   Antes de embarcar com o grupo para o Chile, nesta quarta-feira, Hugo garantiu que o motivo de seu afastamento não foi deficiência técnica, como alegado oficialmente. "Nunca tive deficiência técnica. Isso nunca foi problema para mim", disse o jogador. "Voltei ao grupo porque superei problemas pessoais e quero ajudar o São Paulo."   Independente dos desfalques, o São Paulo precisa apenas de um empate em Santiago para conseguir a classificação às oitavas-de-final da Libertadores. Afinal, depois de quatro rodadas disputadas, o time são-paulino ocupa a liderança do Grupo 7, com oito pontos, contra três do lanterna Audax Italiano - as outras duas equipes da chave, Atletico Nacional (Colômbia) e Sportivo Luqueño (Paraguai), ambas com quatro pontos, se enfrentam também nesta quinta-feira.   Apesar do empate ser suficiente, o São Paulo promete buscar a vitória nesta quinta-feira, para manter a liderança do Grupo 7 e tentar terminar a primeira fase entre os times de melhor campanha, o que lhe garantiria a vantagem de decidir em casa nas etapas seguintes.   "Os três pontos vão nos deixar numa situação bastante confortável na classificação, sendo que ainda faremos o último jogo desta fase no Morumbi [dia 23 de abril, contra o Atlético Nacional]", afirmou o goleiro Rogério Ceni, o capitão do São Paulo. Audax Italiano Villasanti; Rieloff, Toledo, Garrido e Roco; Gutiérrez, Santi, Reynero e Romero; Orellana e Vidangossy Técnico: Raúl Toro São Paulo Rogério Ceni; Eder, André Dias, Miranda e Júnior; Hernanes, Richarlyson, Jorge Wagner e Eder Luis; Borges e Adriano Técnico: Muricy Ramalho Árbitro: Héctor Baldassi (Argentina)Estádio: Nacional, em Santiago (Chile)Horário: 22h30 (horário de Brasília)Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 KhzTV: SporTV Além dos jogadores contundidos há algum tempo, casos do zagueiro Juninho e do centroavante Aloísio, Muricy não poderá contar com o volante Zé Luís, vetado pelos médicos do clube nesta quarta-feira, em razão de uma lesão muscular.   Como não terá o polivalente Zé Luís, que por vezes também atua na defesa, Muricy deve escalar Hernanes e Richarlyson no meio-de-campo, dando uma nova chance para Júnior na lateral-esquerda. Já o lateral-direito Eder e o meia-atacante Eder Luis, inscritos apenas na Libertadores, deverão ser titulares em Santiago.   Outra novidade é o zagueiro Alex Silva, em fase final da recuperação da cirurgia no joelho. Ele embarcou com o elenco para o Chile e ficará na reserva, já que Muricy não tem muitas opções para montar o banco.   DESFALQUES Pressionado, o Audax Italiano também tem problemas para o duelo desta quinta-feira, no Estádio Nacional. O principal deles é o meia Carlos Villanueva, que está lesionado. Os atacantes Renzo Yáñez e Marcelo Broli também estão machucados.   Se não ganhar do São Paulo, o time chileno estará eliminado da Libertadores. Por isso, entrará em campo pressionado. "Precisamos da vitória, pelo nosso bem e do futebol chileno", disse o técnico Raul Toro.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.