São Paulo encara União Barbarense para garantir ponta

A uma semana do jogo que pode definir o rumo do clube no ano, o São Paulo entra em campo nesta quarta-feira contra o União Barbarense, às 19h30, no estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D´Oeste, em jogo adiado da quarta rodada do Campeonato Paulista, com dois objetivos bastante claros: terminar o jogo com a primeira colocação assegurada - para isso basta vencer - e acertar no campo a equipe que enfrentará o Atlético Mineiro no próximo dia 17, no Morumbi, pela Copa Libertadores.

FERNANDO FARO, Agência Estado

10 de abril de 2013 | 08h49

Deve ser o último teste dos titulares antes de o time jogar seu futuro na competição continental na próxima semana. Por isso, Ney Franco sabe que é essencial conseguir acertar todos os detalhes. O treinador já avisou que colocará os reservas em campo contra o XV de Piracicaba, neste sábado, para preservar o grupo fisicamente. A expectativa é conseguir reproduzir nesta quarta o que será apresentado no Morumbi na próxima semana.

Dessa forma, é possível esperar uma equipe bastante agressiva e de marcação sob pressão. Como não poderá contar com Maicon (lesionado) e Jadson (suspenso) contra o Atlético, Ney Franco apostará mais uma vez em Douglas adiantado na direita formando o ataque com Osvaldo e Aloísio. Jadson será poupado.

A lista de ausências é longa. Além dos meias, Luis Fabiano (lesão na panturrilha), Rodrigo Caio (suspenso), Rogério Ceni (poupado para tratar da lesão no pé direito) e Denilson (liberado para resolver problemas particulares na Inglaterra) estão fora. "Temos esses problemas para montar a equipe, mas a ideia é usar o jogo, para também desenharmos a equipe que vai jogar com o Atlético na Libertadores", disse o treinador.

Conquistar a vitória nesta quarta não deve assegurar dias mais tranquilos no clube. No último sábado a principal torcida organizada protestou na porta do CT pedindo a saída do presidente Juvenal Juvêncio, do diretor de futebol Adalberto Baptista e criticando o rendimento de diversos jogadores. "Os jogadores estão confiantes para o jogo contra o Atlético, embora entendamos a importância do Paulista", disse Ney Franco. "Estamos numa competição internacional e o foco e a cobrança interna e externa estão nesse jogo da semana que vem para ver se conseguimos continuar no torneio".

O jogo terá um sabor especial para Lúcio. O zagueiro, que está em baixa com a diretoria e faz o presidente cogitar a rescisão de seu contrato, ganhará uma nova oportunidade entre os titulares. "Achamos que ele jogou bem contra o Botafogo e está totalmente envolvido com o trabalho. Depois do jogo contra o Arsenal tivemos uma reunião com todo o elenco e coloquei algumas coisas com relação a ele. Depois o Lúcio me chamou, se desculpou e isso faz parte do passado".

O zagueiro, por sua vez, espera poder voltar a exibir seu melhor futebol no clube tricolor. "Qualquer jogador, não só eu, fica incomodado com o banco, mas são só 11 que jogam. Preciso ouvir as críticas positivas e melhorar".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.