São Paulo encerra caravana no Morumbi

Chegou ao fim a longa caravana são-paulina pela capital paulista, que durou mais de 10 horas e atraiu milhares de torcedores. O final da festa pela conquista do título mundial ficou para o Estádio do Morumbi, onde os jogadores foram recebidos por cerca de 15 mil pessoas.Depois de conquistar o título do Mundial de Clubes da Fifa com a vitória sobre o Liverpool, domingo, no Japão, a São Paulo voltou para casa nesta terça-feira. O desembarque da delegação aconteceu pouco depois das 6 horas, quando os campeões já eram esperados por uma multidão de torcedores no Aeroporto de Cumbica.De lá, os jogadores subiram num trio elétrico e a caravana passou a percorrer a cidade de São Paulo, causando muito trânsito e grande festa. A primeira parada foi no centro, onde os tricampeões mundiais foram recebidos pelo prefeito José Serra - ele, inclusive, ergueu o troféu conquistado no Japão.Depois, a segunda parada aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, para o encontro com o governador Geraldo Alckmin. E o time inteiro acabou recebendo a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo.Sempre seguida pelos torcedores, a caravana demorou 5 horas a mais do que o previsto, mas finalmente chegou ao Morumbi, onde milhares de são-paulinos já esperavam os tricampeões mundiais. Na entrada do estádio, foi colocado um tapete vermelho para os jogadores, que foram direto para o gramado e, apesar do cansaço pela maratona, ainda tiveram forças para fazer mais festa.Futuro - Depois de tanta festa pelo título, o presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouvêa, prometeu já voltar ao trabalho nesta quarta-feira mesmo. E a prioridade é resolver os casos de jogadores que podem deixar o clube, como Amoroso e Lugano.?Meu futuro já não depende mais de mim?, revelou o atacante Amoroso, que tem um pré-contrato com o FC Tokyo, do Japão, mas prefere continuar no São Paulo.Já o zagueiro Lugano revelou que o título mundial e o carinho da torcida podem fazer com que ele fique mais tempo no São Paulo. ?Esse momento me faz repensar minha carreira?, afirmou o uruguaio, que tem propostas do futebol europeu. Veja o especial do Mundial de Clubes da Fifa e relembre a conquista do São Paulo

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2005 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.