Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

São Paulo encerra 'maratona' fora de casa com rodízio e uma vitória em 4 jogos

Jogando por três competições diferentes em um curto espaço de tempo, Rogério Ceni sai satisfeito com o desempenho da equipe após triunfo diante do Jorge Wilstermann

Redação, Estadão Conteúdo

29 de abril de 2022 | 10h48

Ao vencer o Jorge Wilstermann na Bolívia, na noite de quinta-feira, o São Paulo encerrou uma "maratona" de quatro jogos atuando fora de casa nos últimos 15 dias, por diferentes competições. Se por um lado o time emplacou apenas uma vitória, por outro o técnico Rogério Ceni saiu satisfeito com o rodízio no elenco.

A sequência do São Paulo longe do Morumbi começou com a derrota por 3 a 1 para o Flamengo, no dia 17, pelo Brasileirão, no Maracanã. Na ocasião, Ceni mandou a campo a formação que considera a ideal na equipe, com Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Léo e Welington; Pablo Maia, Nestor e Igor Gomes; Alisson, Éder e Calleri.

A partir daí, o treinador começou a fazer variações na equipe, sua grande aposta para a temporada, em razão das dificuldades do clube em buscar reforços. Em Caxias do Sul, empatou com o Juventude por 2 a 2, pela Copa do Brasil, no dia 20.

O treinador mandou a campo um time com mudanças em todos os setores, dando preferência para atletas mais experientes, como Miranda e Reinaldo. O time entrou em campo com: Jandrei; Igor Vinícius, Miranda, Arboleda e Reinaldo; Pablo Maia, Talles Costa, Gabriel Sara e Alisson; Luciano e Calleri.

Três dias depois, em Bragança Paulista, Ceni manteve na equipe titular apenas o goleiro Jandrei, o zagueiro Arboleda e o atacante Calleri no empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, pelo Brasileirão. A formação tinha Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Arboleda e Léo; Andrés Colorado, Igor Gomes, Nestor e Patrick; Nikão e Calleri.

O último jogo da "maratona" fora de casa marcou o único triunfo do São Paulo nesta série. Novamente com um "mistão", o time paulista derrotou o Jorge Wilstermann por 3 a 1, em Cochabamba na noite de quinta, pela Copa Sul-americana. Desta vez, Ceni sacou Jandrei e Calleri sequer viajou com o grupo, para ser preservado.

Mesmo sem seu principal atacante, o São Paulo fez boa apresentação. A equipe começou a partida com Volpi; Igor Vinicius, Arboleda, Léo e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Igor Gomes e Alisson; Eder e Luciano.

Com aproveitamento de 100% na competição internacional até agora, com três vitórias em três jogos, Ceni agora espera vencer mais uma para selar a classificação às oitavas de final e fazer ainda mais testes no time no torneio. O próximo adversário é o Everton, na quinta-feira que vem, novamente fora de casa.

"Primeiro vamos pensar no Brasileiro, depois na partida contra o Everton, que pode ser a que nos dê a classificação antecipada, o que seria interessante para podermos para colocar mais jogadores para jogar até o fim da primeira fase", avisou o treinador, satisfeito com sua estratégia.

Antes disso, o rodízio de Ceni terá um teste importante pela frente. Na segunda-feira, fará o clássico com o Santos, no Morumbi, pelo Brasileirão. Em bom momento, o time da Vila Belmiro divide a liderança da tabela com o Atlético-MG.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.