Staff Images/CONMEBOL
Staff Images/CONMEBOL

São Paulo enfrenta Palmeiras na decisão do Paulista em situação inversa à de 1992

Na última final estadual entre os dois clubes, alviverde estava passando por jejum de títulos; jogos devem ser quinta e domingo

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2021 | 05h00

A última decisão de Campeonato Paulista entre São Paulo e Palmeiras foi em 1992. Naquela oportunidade, os times viviam situações totalmente inversas ao que acontece na atualidade. Desta vez, é o time do Morumbi que necessita acabar com um jejum de 16 anos sem levantar a taça. Naquela disputa, era o time de Palestra Itália que não era campeão desde 1976.

Se os resultados se repetirem, o São Paulo vai sair da fila. Em 1992, o São Paulo, com Zetti, Cafu, Raí, Palhinha e Müller, campeão da Libertadores e Mundial, conquistou o Estadual ao vencer os dois jogos das finais por 4 a 2 e 2 a 1, com o Morumbi recebendo 200 mil torcedores nos dois jogos. O técnico era Telê Santana.

O Palmeiras, que estava no início do projeto da Parmalat, era comandado por Otacílio Gonçalves e tinha Mazinho, Zinho, Cesar Sampaio e Evair; O clube teve de esperar mais um ano para quebrar o jejum, frente ao Corinthians. O time alviverde passou a dominar o futebol nacional em 1993 e 1994, com dois títulos paulistas e dois brasileiros consecutivos.

A Federação Paulista divulga nesta segunda-feira, às 11 horas, os locais e datas dos jogos das finais. A tendência é de, segundo disse o presidente da FPF, neste domingo, no programa Mesa Redonda da TV Gazeta, que a primeira final seja na quinta-feira e a segundo no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.