José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

São Paulo enfrenta Rio Claro em terceiro jogo seguido em casa

Tricolor tem chance de disparar na liderança do grupo A se mantiver aproveitamento

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

29 de janeiro de 2014 | 04h41

SÃO PAULO - A frágil tabela do Campeonato Paulista permitiu que o São Paulo disputasse três jogos seguidos dentro de casa e pudesse disparar na liderança do seu grupo. Até aqui o time fez o que se esperava e bateu Mogi Mirim e Oeste e só precisa vencer o Rio Claro para manter os 100% de aproveitamento dos pontos em sua turnê doméstica. Se fizer o dever de casa, tem boas chances de terminar a quarta rodada com confortável vantagem na liderança da sua chave.

Mesmo pensando na classificação para a próxima fase, Muricy Ramalho ainda utiliza a primeira fase como período para ajustar a equipe e vai insistir na mesma formação dos últimos dois jogos no Morumbi.

O técnico manterá o trio de ataque formado por Luis Fabiano, Ademilson e Osvaldo enquanto espera pelo colombiano Pabón, que chega por empréstimo junto ao Valencia. A principal missão do treinador agora é justamente aprimorar o posicionamento ofensivo e criar mais oportunidades de gol, maior deficiência desse início de ano e que desde 2013 já causava preocupação. Recuperar Luis Fabiano, ainda sem reeditar as atuações do passado, também faz partes dos planos.

"O Luis dispensa comentários. Ele está tentando entrar em forma e vai nos ajudar muito ainda. O pessoal cobra muito dizendo que ele não participa tanto, mas ele segura dois zagueiros sempre", afirmou o zagueiro Antonio Carlos, herói da vitória sobre o Oeste ao marcar os dois gols que garantiram o triunfo por 2 a 1. Luis Fabiano perdeu um pênalti no último jogo e só não irá descansar porque o elenco não tem um substituto.

A novidade fica por conta do retorno de Rogério Ceni, que não enfrentou o Oeste no domingo por estar com dores no joelho direito; o restante da equipe será o mesmo que venceu no fim de semana. Alvaro Pereira, que agradou em sua estreia, segue mantido na lateral-esquerda no lugar de Reinaldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.