São Paulo espera chegada dos reforços

O São Paulo resolveu abrir os cofres no meio da temporada. O clube está muito próximo de definir as contratações do lateral-esquerdo Athirson e do atacante Dill, ambos por empréstimo. Enquanto os reforços não chegam, o técnico Nelsinho Baptista mostra-se preocupado em aparar as arestas no elenco por causa da nova política da diretoria são-paulina.O treinador evitou dar declarações sobre a chegada dos dois jogadores, indicados por ele, e voltou suas atenções para a partida desta quarta-feira, às 15 horas, contra o Talleres, da Argentina. O jogo, que será realizado no estádio do Morumbi, é válido pela Copa Mercosul.A chegada de Athirson está cada vez mais próxima. O próprio lateral-esquerdo, atualmente na Juventus (Itália), afirmou nesta terça-feira à Rádio Jovem Pan que foi procurado pelo presidente do São Paulo, Paulo Amaral, e admitiu até uma redução de salário para voltar ao futebol brasileiro.Athirson recebe hoje mais de US$ 120 mil por mês. "Não vejo a hora de jogar futebol, voltar a fazer o que mais gosto na vida", explicou o lateral, que está encostado na equipe italiana. O São Paulo também deve fechar até o fim da semana a contratação do atacante Dill, hoje atuando no Servette, da Suíça.Na partida desta quarta-feira, o meia Júlio Baptista perderá a vaga para Kaká, que entrou no segundo tempo contra o América-MG, domingo, e marcou dois gols na vitória por 4 a 1. "O time irá precisar de maior poder de definição", justificou o técnico Nelsinho, que espera um adversário retrancado.O São Paulo está em um momento decisivo na competição sul-americana. Divide a liderança do grupo D com o Talleres e poderá passar para segunda fase da Mercosul pela 1ª vez em sua história.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.