José Patrício/AE - 29/9/2009
José Patrício/AE - 29/9/2009

São Paulo espera definir vinda de Fernandão após carnaval

Clube tricolor ainda tem de se acertar com o Goiás para definir os jogadores que serão envolvidos na troca

Vitor Marques, Jornal da Tarde

11 de fevereiro de 2010 | 20h58

A contratação de Fernandão, antigo sonho do São Paulo, deve se estender até o carnaval. Só depois haverá uma definição se o atacante será anunciado como novo reforço ou se continua no Goiás. Porém, as partes envolvidas no negócio estão otimistas quanto ao acerto.

 

Veja também:

linkSão Paulo está feliz com vitória, mas não satisfeito

 

Para desatar o nó da negociação, São Paulo e Goiás terão de se entender quanto aos jogadores que serão envolvidos na troca e a quantia a ser paga. O problema é que o Goiás, que tem contrato com o atacante até o final deste ano, não quer saber de pechincha. E os nomes dos quatro jogadores oferecidos pelo São Paulo não agradam à diretoria. "Não queremos o Roger, nem o Marlos", afirmou o vice-presidente goiano Edmo Pinheiro.

 

Esses são alguns dos atletas que o São Paulo gostaria de negociar, até porque nenhum deles está inscrito na lista da Libertadores, e terão pouco espaço no time. Roger acabou não sendo inscrito por problemas de documentação. O diretor do São Paulo João Paulo de Jesus Lopes negou que isso tenha relação com a negociação de Fernandão.

 

Nesta quinta-feira, Jesus Lopes disse que as duas diretorias estão conversando, mas não quis revelar nomes nem valores que envolvem as transferências. Só que pouco antes de ele falar com a imprensa no CT da Barra Funda, o presidente Juvenal Juvêncio deu uma entrevista negando pagar o que o Goiás pede (R$ 2 milhões). Para Juvenal, só os quatro jogadores bastam para ter Fernandão.

 

Edmo Pinheiro diz que sem dinheiro não há negociação. "Eles receberam R$ 6 milhões por um zagueiro de mais de 30 anos. E não querem pagar por Fernandão?", afirmou, citando a venda de André Dias para a Lazio.

 

Outros cartolas do clube goiano se irritaram com o assédio tricolor por Fernandão. E dizem que o São Paulo querem tirar o atacante do clube "de graça."

 

Dos jogadores que interessam ao Goiás, estão nomes como Léo Lima e Richarlyson - só que este o técnico Ricardo Gomes sequer cogitou envolvê-lo na troca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.