São Paulo está com elenco quase pronto

A diretoria do São Paulo acredita que o time não precisa de grandes reforços para se tornar competitivo na temporada 2005. Na opinião do presidente Marcelo Portugal Gouvêa, a chegada de Mineiro e Josué vai dar mais criatividade ao meio-de-campo, além de manter o forte poder de marcação. O dirigente se diz satisfeito com o trabalho feito por Renan e Alê no ano passado, mas acha que ainda lhes falta um pouco de experiência, principalmente para a disputa de uma competição como a Libertadores.Marcelo Portugal Gouvêa anda irritado com algumas críticas que a diretoria do São Paulo vem recebendo por não ter feito, até agora, investimentos pesados no time. Alega que nenhum dos titulares foi negociado e, por isso, alguns ajustes já serão suficientes para que a equipe brigue por títulos."Terminamos em terceiro lugar no Brasileiro", lembrou o presidente. Mesmo assim, garante ele, pelo menos mais dois reforços deverão chegar ao Morumbi. A prioridade é acertar com um meia e um atacante. Fabrício Carvalho, do São Caetano, está na mira da diretoria e pode chegar. Luizão, que negocia com o Corinthians, também interessa. De qualquer maneira, os dirigentes não descartam iniciar o Campeonato Paulista sem mais nenhuma contratação. O objetivo é ter o time pronto para a Libertadores, na qual o São Paulo estréia apenas em março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.