São Paulo está com saudade de Luizão

O São Paulo não se encontrou no desde a saída de Luizão. Desde que ficou sem o atacante, que acertou contrato com o Nagoya Grampus, do Japão, após a conquista da Copa Libertadores, o time do Morumbi não venceu mais e despencou na classificação do Campeonato Brasileiro. Nos quatro jogos sem resultado positivo - derrotas para Santos, com a equipe reserva, e São Caetano, e empates diante de Brasiliense e Atlético-MG - ficou visível a falta de um "matador", que seja referência na área. "É difícil porque o Tardelli e eu temos quase as mesmas características, mas não as que o Luizão tem", explicou Amoroso. "Sem alguém que prenda a bola na frente, o meio-campo e a defesa ficam sobrecarregados?. Na opinião de Amoroso, outro problema preocupante tem sido a fraca produção ofensiva do time. Na temporada, o São Paulo já marcou 103 gols em 48 jogos (média de 2,14 gols por partida), mas não balançou as redes adversárias nos últimos dois compromissos e no empate contra o Atlético-MG, na quarta-feira, quase não ameaçou o goleiro Danrlei. "Uma equipe como o São Paulo não pode dar apenas três ou quatro chutes ao gol num jogo", observou. Reforço - A diretoria sabe da necessidade de trazer um reforço para o ataque, especialmente porque as opções no elenco, Diego Tardelli e Roger Rodrigues, ainda não convenceram totalmente. Além disso, Grafite, que se recupera da cirurgia no joelho direito, só deve voltar aos gramados às vésperas do Mundial de Clubes, em dezembro. "Precisamos de alguém como o Luizão. Temos essa necessidade e vamos buscar um jogador", afirmou o presidente Marcelo Portugal Gouvêa. "Estamos trabalhando para isso". Há alguns meses, a diretoria sondou o atacante Aloísio, do Atlético-PR, mas a negociação não evoluiu e o jogador já ultrapassou a cota de seis jogos no Brasileiro. Washington, do Verdy Tokyo, também foi cogitado, mas não houve interesse oficial do São Paulo. Para enfrentar o Juventude, no domingo, em Caxias do Sul, os zagueiros Alex e Fabão e o meia Danilo, suspensos, serão os desfalques. Lugano e Mineiro voltam à equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.