AFP
AFP

São Paulo está perto de anunciar contratação de Ricardo Goulart

Meia foi bicampeão brasileiro no Cruzeiro antes de se transferir para o futebol chinês

Robson Morelli, Estadão Conteúdo

23 de dezembro de 2016 | 11h32

O São Paulo está prestes a anunciar seu acerto com o meia Ricardo Goulart, que foi bicampeão brasileiro no Cruzeiro antes de se transferir para o futebol chinês. O jogador tem contrato com o Guangzhou Evergrande.

A diretoria do clube paulista trabalha nesta contratação há pelo menos um mês. Entre o meia e o São Paulo está tudo resolvido. Ricardo Goulart precisa agora da liberação dos chineses para ser repatriado. Nascido em São José dos Campos, Goulart, de 25 anos, foi um dos jogadores que conduziram o time mineiro ao bicampeonato de 2013/2014.

A história de Ricardo Goulart com o São Paulo não nasceu agora. O meia, quando ainda era atacante, foi reprovado em testes para as categorias de base do clube. Ele e Casemiro participaram de peneiras juntos, mas apenas o volante, hoje no Real Madrid, deu sequência.

Antes de ser descoberto no Cruzeiro, o jogador atuava pelo Goiás. Nunca desistiu. Foi recuado de atacante para meia e passou a cadenciar e organizar o jogo nos times em que passou. Chegou a ser usado na seleção brasileira, sob o comando de Dunga, mas não teve continuidade.

O São Paulo espera poder anunciá-lo ainda neste ano. Ele faz parte dos pedidos do técnico Rogério Ceni para 2017. Chegaria para ajeitar o meio-campo ao lado do peruano Cueva. Ricardo Goulart está na China desde janeiro de 2015, quando o Cruzeiro recebeu o equivalente a R$ 48 milhões pelo seu contrato. Ele foi campeão chinês na primeira temporada, artilheiro e melhor jogador do torneio.

O meia deseja voltar para o Brasil de olho na seleção brasileira. Ele tem planos de cavar um espaço no time de Tite para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018. O Brasil lidera as Eliminatórias Sul-Americanas e precisa de mais um ponto para se garantir na competição. Os valores da negociação de Goulart com o São Paulo não foram reveladas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.