São Paulo estréia na Libertadores "80%"

O técnico Cuca se diz satisfeito com a evolução do São Paulo na temporada, mas admite que a equipe ainda precisa melhorar bastante. Em sua avaliação, o time está "80% pronto" e deve chegar à condição ideal até o fim do mês. "Hoje eu tenho 13 titulares, daqui a pouco vou ter 12 e depois chegarei aos 11." Os meias Vélber e Danilo, que ficaram no banco contra o América, domingo, e o zagueiro Fabão, que estava suspenso, não estão, hoje, entre os titulares, mas ainda podem ganhar uma vaga. Tudo vai depender das próximas partidas.Para a estréia na Libertadores, quarta-feira, contra o Alianza, em Lima, Cuca deverá manter Diego Lugano na zaga. O uruguaio, além de ser forte fisicamente, eficiente nas bolas aéreas e já ter participado da competição sul-americana no ano passado, pelo Nacional, de Montevidéu, ainda fala espanhol, o que pode ajudar na comunicação com a arbitragem.Com a manutenção de Lugano, o São Paulo entrará em campo com a formação utilizada na vitória por 2 a 0 sobre o América. Gustavo Nery continuará no meio-campo e Fábio Santos, na lateral-esquerda, apesar de não terem jogado bem no fim de semana. "O campo prejudicou bastante", tentou justificar Cuca. Marquinhos segue prestigiado e será inscrito como camisa 10 na Libertadores.De acordo com os são-paulinos, a vitória em Lima será fundamental para que a equipe ganhe moral para o restante dos jogos da primeira fase da competição continental. Embora admitam que um empate não será mau resultado. Cuca vem alertando os jogadores sobre a importância do torneio. Sabe que o título internacional é o sonho da torcida e da diretoria. "A gente está consciente da responsabilidade, mas não vamos fazer nada diferente do que estamos fazendo no Campeonato Paulista."O presidente, Marcelo Portugal Gouvêa, declarou, nesta segunda-feira, que o clube desistiu da contratação do meia Adriano, do Atlético-PR. A diretoria nunca esteve muito animada com a possibilidade de levá-lo para o Morumbi. O maior interessado era Cuca. Gouvêa não viajará mais com a delegação para Lima. Ficará em São Paulo para o enterro de Luiz Cássio dos Santos Werneck, presidente do Conselho Deliberativo, que morreu na tarde desta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.