Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Reprodução
Reprodução

São Paulo exibe vídeo e questiona soco de Jô em Diego Costa no clássico

Lance aconteceu no segundo tempo da partida com o Corinthians no último domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2020 | 12h47

Um dia após superar o Corinthians por 2 a 1 no Morumbi, o São Paulo questionou lance em que o zagueiro Diego se desentendeu com o atacante Jô, durante o segundo tempo do clássico do último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O clube divulgou o vídeo da jogada nas redes sociais. A ação, rápida, deixa a impressão de que o centroavante acerta o defensor com um soco pelas costas. 

"Sofre a agressão, encara e pede o VAR. Nada? Então a solução de Diego Costa, 21 anos, foi ganhar todas, na bola, até o fim do jogo. Nem sempre o exemplo vem dos mais experientes", publicou o São Paulo em seu perfil no Twitter. 

O lance reclamado pelo São Paulo e por Diego ocorreu aos 23 minutos do segundo tempo, sendo checado pelo VAR, que orientou o árbitro Flávio Rodrigues de Souza a dar sequência ao jogo sem aplicar qualquer punição. O zagueiro se levantou reclamando de Jô e foi em sua direção, com ambos tendo de ser separados por companheiros. O centroavante ainda chama o adversário de "moleque" e pede para ele "baixar a bola". 

O triunfo no clássico de domingo, pela sexta rodada da competição, deixou o São Paulo com 13 pontos em seis jogos, na vice-liderança e com oito de vantagem para o rival, que entrou em campo uma vez a menos e está em 16º lugar. 

O time tentará ampliar a boa fase na quinta-feira, quando visitará o Atlético Mineiro, no Mineirão. Um dia antes, no estádio da Serrinha, o Corinthians vai tentar se reabilitar diante do Goiás. As partidas são válidas pela sétima rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.