Juan Barreto|AFP
Juan Barreto|AFP

São Paulo tem pior 1º turno da história da Copa Libertadores

Dois pontos em três rodadas fazem time ter 22% de aproveitamento

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2016 | 07h00

O empate desta quarta-feira em 1 a 1 com o Trujillanos, em Valera, na Venezuela, fez o São Paulo fechar o primeiro turno da fase de grupos da Copa Libertadores com a pior campanha da história. Os dois pontos ganhos em três rodadas deixam o time com apenas 22% de aproveitamento, rendimento abaixo até mesmo do registrado em 1987, último ano em que o clube caiu logo na etapa inicial. Na ocasião, após três partidas, o aproveitamento era de 33%.

O São Paulo estreou na fase de grupos contra o The Strongest, no Pacaembu, com uma derrota por 1 a 0. Depois, fez duas partidas fora de casa e em ambas empatou por 1 a 1. O resultado contra o River Plate, em Buenos Aires, deixou o time contente, mas o mesmo placar fora de casa contra a equipe venezuelana fez o elenco ficar insatisfeito. "O time não finaliza. Isso me preocupa", disse o técnico Edgardo Bauza.

O clube disputa a competição pela 18ª vez, número que nenhum outro clube brasileiro alcançou. O tricampeão do torneio tem ainda três vices, mas nesta temporada amarga o jejum de vitórias na fase de grupos. "Estou cansando de vir aqui e dar desculpas pelo fato do time não vencer. Isso precisa acabar. O time teve chance, foi um jogo aberto para os dois lados. Esse resultado será muito lamentado", comentou o goleiro Denis ao site do Globo Esporte ao deixar o gramado.

O alento para o São Paulo é poder fazer dois dos três jogos do returno como mandante. A equipe recebe na sequência o Trujillanos e o River Plate. "A conta é essa agora: temos que pontuar mais nas próximas partidas. Não há outra maneira de nos mantermos na disputa se não for desta forma", afirmou Bauza. Na última rodada o compromisso será fora de casa, contra o The Strongest, em La Paz.

RECORDES NEGATIVOS

A atual edição da Libertadores levou o São Paulo a ter quebrado dois tabus negativos. Pela primeira vez na história da competição o clube perdeu pontos para adversários venezuelanos. Nas quatro partidas anteriores foram quatro vitórias. Outro vacilo foi perder pela primeira vez como mandante para times bolivianos. Em 17 de fevereiro, no Pacaembu, o time do Morumbi foi derrotado por 1 a 0 pelo The Strongest. "A situação ficou complicadíssima. Se quiser classificar, tem de vencer os três jogos, não resta alternativas", afirmou o meia Ganso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.