São Paulo fica satisfeito com empate

O empate (1 a 1) caiu do céu para o São Paulo no primeiro jogo da final da Copa Libertadores da América, nesta quarta-feira, em Porto Alegre (RS). Um cruzamento de Júnior, Diego rebateu, a bola explodiu na cara de Durval e voltou para o gol do Atlético-PR. Um lance grotesco, mas muito comemorado pelo São Paulo."Foi um resultado bom sim. Em se tratando de Libertadores e jogando fora de casa, não podemos negar que foi um bom resultado", reconheceu Cicinho. "Valeu o empenho da equipe no segundo tempo. Um time mais aguerrido, querendo vencer e alcançamos o empate. Agora, temos a vantagem e vamos fazer prevalecer a nossa força dentro do Morumbi."Jogando no Morumbi, o São Paulo ganhou todas as partidas nesta Libertadores da América. No entanto, o goleiro Rogério Ceni preferiu manter a cautela. "Foi um jogo duro e, agora, a decisão é no Morumbi, mas não tem favorito", disse. "Quinta-feira que vem no Morumbi, o torcedor vai poder fazer o time brilhar ainda mais. O São Paulo teve as melhores oportunidades no primeiro tempo, fez o gol. O time não se entregou. Mesmo quando estava placar adverso, sendo pressionado pelo adversário, jogamos com raça."Amoroso ressaltou a eficiência do goleiro Diego, principalmente na defesa realizada no chute à queima roupa de Josué, no segundo tempo. "Tivemos várias oportunidades no segundo tempo, mas o Diego estava em uma noite muito feliz. Quase saímos com a vitória. Vamos nos concentrar e temos tudo para conseguir o título."Contratado para substituir Grafite (contundido), o jogador fez questão de explicar a declaração polêmica em que prometia mudar o nome do Morumbi para "Morumtri". "Não quis menosprezar ninguém. Mas com uma declaração como essa, o Atlético-PR pode ter marcado mais forte, mais em cima", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.