JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

São Paulo ganha do ABC e chega a nove partidas de invencibilidade na temporada

Tricolor larga na 3ª fase da Copa do Brasil com vitória por 3 a 1

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2017 | 21h33

O São Paulo fez mais uma vítima na temporada e chegou a nove partidas de invencibilidade. Desta vez, o time aplicou 3 a 1 no ABC, pela Copa do Brasil, e agora decidirá sua vaga na próxima fase quarta-feira, no Frasqueirão, em Natal. Mais uma vez o ataque correspondeu: desde o início dos campeonatos, já são 29 gols em dez confrontos.

Desde o início dava para ver que a proposta inicial dos visitantes era amarrar o jogo, com faltas duras, cera a cada vez que a bola parava e com dez jogadores na defesa. Só que o time do São Paulo é dinâmico e pressiona até encontrar brechas na marcação. Isso não é só a essência do time, mas faz parte do treinamento no dia a dia.

E foi assim que os paulistas foram construindo a vitória, com paciência, mas sem perder a concentração na defesa, que vem sendo criticada na temporada pelo excesso de gols sofridos. Ciente das dificuldades dentro da área, o centroavante Lucas Pratto se aproximou mais dos companheiros, chamou o jogo e participou das melhores chances.

Em uma delas, logo aos 6 minutos, ele deu um belo passe e deixou Thiago Mendes na cara do gol. O volante chutou, o goleiro Edson defendeu, e no rebote Cueva tentou marcar, mas Levy salvou em cima da linha.

Principal articulador das jogadas de ataque, Cueva estava sendo vigiado de perto e foi caçado por Jardel. Sofreu uma entrada dura, outra que culminou no amarelo para o jogador do ABC e antes que o adversário fosse expulso, o técnico Geninho tirou o jogador.

Mas as patadas dos rivais não amedrontaram os são-paulinos, pelo contrário. A pressão era grande e o ABC não conseguia trocar cinco passes que logo era desarmado. E se Cueva estava sendo marcado de perto, foi Luiz Araújo que começou a desequilibrar.

Em uma cobrança de escanteio, o jogador mandou a bola na trave. Em outra jogada, chutou novamente no poste, levantando a torcida no Morumbi. Só que na terceira boa chance, não teve jeito. Aos 27, Cicero lançou Cueva, que dominou livre na área. Luiz Araújo tomou a bola do companheiro e mandou para o gol, abrindo o placar.

E antes do intervalo, Luiz Araújo mostrou os motivos que fizeram o técnico Rogério Ceni pedir sua permanência no clube. Ele roubou a bola no meio de campo e foi enfileirando seus marcadores com dribles em velocidade. Chegou na entrada da área e chutou, mas o goleiro Edson defendeu.

Só que logo no início da etapa final, Luiz Araújo recebeu um ótimo lançamento, limpou o goleiro da jogada e mandou para o gol vazio. A torcida tricolor ainda comemorava o segundo gol quando o ABC diminuiu. Na cobrança de escanteio, Márcio Passos ganhou de Breno no alto e marcou de cabeça. Só que o São Paulo não sentiu o golpe, manteve o ímpeto ofensivo e logo fez o terceiro, com Pratto, marcando de cabeça após cruzamento de Thiago Mendes.

A partir daí, o técnico Rogério Ceni preservou Luiz Araújo e Cueva - o peruano saiu de campo sentindo a coxa esquerda - e o time passou a tocar a bola com inteligência para evitar sustos desnecessários e garantir um bom resultado para o jogo de volta no Rio Grande do Norte na próxima semana.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 x 1 ABC

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Breno, Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt (Wellington), Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo (Neilton), Pratto e Cueva (Wellington Nem). Técnico: Rogério Ceni.

ABC: Edson; Levy, Oswaldo, Cleiton e Romano; Jardel (Jhonata, depois Dalberto), Márcio Passos, Felipe Guedes, Gegê e Erivélton; Caio Mancha (Nando). Técnico: Geninho.

Gols: Luiz Araújo, aos 27 minutos do 1º tempo; Luiz Araújo, aos 5, Márcio Passos, aos 7, Pratto, aos 10 minutos do 2º tempo.

Juiz: Braulio da Silva Machado (SC).

Cartões amarelos: Jardel.

Renda: R$ 363.740,00.

Público: 15.101 pagantes.

Local: Morumbi, em São Paulo (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCCopa do BrasilFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.