São Paulo ganha do Atlético-PR por 1 a 0

Não poderia ter sido melhor a estréia do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Depois de ficar com dois jogadores a menos durante os 30 minutos finais, o time mostrou muita raça e dedicação e buscou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, graças a uma linda jogada de Gustavo Nery. O próximo adversário é o Criciúma, domingo, fora de casa. E na Copa Libertadores, ficou definido nesta quinta-feira que o adversário nas oitavas-de-final será o Rosário Central. A partida de ida, daqui a quinze dias, será na Argentina. O São Paulo decidirá em casa.Foi uma vitória no estilo que o técnico Cuca quer. A equipe mostrou muito comprometimento, como cobra o treinador. Procurou não dar espaços ao preguiçoso time do Paraná, que, mesmo com dois jogadores a mais, quase não atacou o São Paulo no segundo tempo. "Venceu a superação", disse o lateral Gustavo Nery. "Demonstramos muita raça e dedicação ao torcedor. Meu ciclo no São Paulo está acabando (no meio do ano, Nery vai para o Werder Bremen, da Alemanha), mas a vontade não."Mas o resultado escondeu os muitos defeitos apresentados pelo time. No primeiro tempo, quando ainda estava com 11 jogadores, o São Paulo não conseguiu criar quase nenhuma jogada. Meio-de-campo distante do ataque, prova disso foi que o atacante Luís Fabiano, a todo momento, tinha de voltar para buscar a bola. A única oportunidade de perigo para o time paulista ocorreu logo aos dois minutos. Luís Fabiano recebeu lançamento e ficou cara-a-cara com o goleiro Diego. Tentou colocar por baixo das pernas do adversário, mas chutou em cima do goleiro, desperdiçando uma excelente chance.A partir daí, só deu Atlético. A equipe paranaense se fechou muito bem atrás, sem dar espaços ao São Paulo. E saiu com muito perigo nos contra-ataques, principalmente com Dagoberto e Ilan, que perdeu inúmeras chances de abrir o placar. Aos 19 minutos, Ilan recebeu, limpou o zagueiro Rodrigo e, livre, bateu para fora - Rogério Ceni já estava vendido no lance. Quatro minutos depois, mais uma vez o atacante perdeu uma chance. Desta vez, acertou a trave. E só dava Atlético-PR.Aproveitando as falhas de Fabão, Ilan quase marcou, mas tocou para fora. O São Paulo não conseguia atacar. Por sorte, não levou o gol no primeiro tempo.Na volta do intervalo, Cuca colocou Gabriel no lugar de Cicinho, machucado, e Vélber na vaga de Fábio Santos. Deu certo. O meia abriu o jogo pela direita e começou a levar perigo. Mas, depois de sofrer uma falta, agrediu Ramalho fora do lance e foi expulso - antes, Marquinhos já havia sido expulso por reclamação. Quando tudo parecia perdido, o jogo virou. O time paranaense se intimidou, e deixou o São Paulo crescer. Com muita raça, começou a atacar. Aos 43 minutos, com uma grande jogada de Gustavo Nery, que driblou o zagueiro e bateu quase sem ângulo: 1 a 0. Daí em diante, o time paulista prendeu a bola na lateral e se ocupou a gastar o tempo.

Agencia Estado,

22 de abril de 2004 | 22h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.