São Paulo ganha e encosta na liderança

O setor ofensivo do São Paulo enfim desencantou no Campeonato Brasileiro. O time, que tinha a fraca média de 1 gol por jogo, marcou 3 na vitória sobre o Guarani por 3 a 2, neste domingo, em Campinas, chegou a 10 pontos e assumiu a liderança da competição ao lado da Ponte Preta - os campineiros levam vantagem no saldo. O triunfo, o terceiro, foi alcançado apenas aos 44 minutos do segundo tempo, com gol de Fabão. "Dedico o gol ao grupo, que está bastante unido", festejou.O resultado motiva ainda mais o elenco, que, a partir desta segunda-feira, muda o foco para a Copa Libertadores da América. Na quinta-feira, a equipe enfrenta o Rosário Central, na Argentina, pelas oitavas-de-final. A delegação viaja para Rosario já na terça-feira. Nos bastidores, a diretoria praticamente acertou a contratação dos volantes Tcheco, que deverá chegar em junho, e Marcelo ?Pato? Sosa, capitão da seleção uruguaia, que poderá ser apresentado ainda nesta semana.Cuca contou com bom reforço para o confronto com o Guarani. Luís Fabiano, que não disputou as últimas duas partidas, voltou ao time depois de ter defendido a seleção brasileira diante da Hungria, na quarta-feira, em Budapeste. O treinador optou por escalar três volantes, Adriano, Alexandre e Fábio Simplício, sistema que queria testar para utilizar na Argentina.A formação, teoricamente defensiva, não deu bom resultado. O primeiro tempo foi de péssimo nível técnico e o São Paulo praticamente não criou nada. O único lance que assustou um pouco o Guarani foi em cabeçada de Fábio Simplício, que Jean defendeu sem dificuldade. Os campineiros, que jogaram com camisa bem diferente da tradicional, rubi em vez de verde, em homenagem ao patrocinador, abriu o placar com o veterano Viola, de 35 anos, de cabeça.O técnico são-paulino, descontente com o desempenho da equipe, fez duas alterações no intervalo. Tirou Adriano e Jean - que atuou no lugar de Grafite, suspenso - para colocar Danilo e Vélber. O time melhorou bastante e, em 15 minutos, virou o placar, com Fábio Simplício e Luís Fabiano. Viola, novamente de cabeça, igualou o marcador, mas o São Paulo, que jogou bem no segundo tempo, chegou à (merecida) vitória em chute forte de Fabão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.