São Paulo garante que Oswaldo fica

Depois de nova derrota para o Corinthians em jogos decisivos, o São Paulo tenta aparentar tranqüilidade para que a tensão permanente causada pela falta de títulos não tenha reflexos na partida contra o Gama, quarta-feira, em Brasília, pela Copa do Brasil. A primeira providência do presidente do clube, Marcelo Portugal Gouvêa, foi adiantar que, apesar da derrota na final do Campeonato Paulista - e das pressões que vem recebendo da torcida e de conselheiros para substituir o treinador -, tudo permanecerá como está."Vamos manter os mesmos planos do início do ano e a comissão técnica é essa que está aí", afirmou o presidente são-paulino. A declaração teve como objetivo evitar maiores pressões sobre Oswaldo de Oliveira, mas o fato é que situação do treinador é mais do que delicada pois entre os planos dos dirigentes está a conquista de títulos e, principalmente, a classificação para a Copa Libertadores da América.Segundo Marcelo Portugal Gouvêa, Oswaldo de Oliveira vai permanecer no cargo e, pelo menos por enquanto, não há previsão de contratação de novos jogadores para o Campeonato Brasileiro, apesar das declarações do treinador de que o que vier para o enriquecimento do elenco é bem-vindo.O dirigente afirmou que o futuro do volante Maldonado continua indefinido. O jogador, que ainda não respondeu se aceita a contra-proposta feita pelo São Paulo para renovar seu contrato, prorrogou o acordo antigo até o dia 12 de abril e deve defender a equipe na Copa do Brasil até esta data. Já a transferência do zagueiro Luís Alberto, do Real Sociedad, não deu certo e o clube do Morumbi desistiu de contratar o jogador.Missão - A partir desta segunda-feira, Oswaldo de Oliveira terá a dificílima tarefa de recuperar o time física e psicologicamente. O meia Kaká, com dores na coxa direita, não jogou a final do Paulista e Reinaldo deve ser seu provável substituto na quarta-feira, mantendo Itamar no ataque titular. O goleiro Rogério Ceni sofreu um corte na perna durante a decisão, levou cinco pontos e também deve ficar de fora da delegação que vai para Brasília. Roger deverá ser o substituto. Para compensar, Gustavo Nery e Maldonado, que estavam suspensos sábado, voltam ao time.Normalmente, Oswaldo de Oliveira costuma poupar os jogadores das críticas, mas não deixou de dar um recado aos que possam eventualmente usar a derrota na final do Paulista como desculpa para uma má apresentação contra o Gama. "Jogador que não tem capacidade para superar uma derrota e pensar no jogo seguinte não serve para ser profissional", disse o treinador após o jogo contra o Corinthians.Ainda sobre a partida, o técnico do São Paulo revelou que a decisão de não escalar Kaká para a final foi tomada na manhã que antecedeu à decisão do Paulista. "Fui procurado pelos médicos que deram a última palavra", explicou Oswaldo de Oliveira. Segundo ele, Kaká não sentiu dores imediatamente após o treino de sexta-feira, mas apresentou forte reação ao treinamento horas depois, à noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.