José Patrício/AE
José Patrício/AE

São Paulo goleia e consegue a primeira vitória no Paulistão

Hernanes, Washington e Rogério Ceni garantiram os 3 a 0 sobre o Rio Claro; goleiro chegou ao seu 86.º gol

André Avelar - estadao.com.br,

23 de janeiro de 2010 | 21h26

O São Paulo enfim conseguiu a primeira vitória neste Campeonato Paulista. O time passou pelo Rio Claro por 3 a 0, neste sábado, no Morumbi, pela terceira rodada da competição. Hernanes, Washington e Rogério Ceni garantiram o triunfo. O goleiro, que havia perdido um pênalti na estreia, se redimiu do erro e chegou ao seu 86.º gol na carreira.

Veja também:

linkSão Paulo comemora 'ambiente bom' 

especialQUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

som Ouça os gols no Território Eldorado

Agora o São Paulo soma quatro pontos e sobe para a nona colocação. Enquanto isso, o Rio Claro segue sem vencer, na última posição. Para piorar a situação, o técnico Paulinho McLaren já tem o cargo ameaçado.

Apesar do placar, o futebol do São Paulo ainda não foi brilhante, é verdade. Mas o time do técnico Ricardo Gomes começou a dar mostras de que pode se recuperar na competição, além de se preparar para a Copa Libertadores. O torneio continental é inegavelmente o principal objetivo do clube no ano e estreia em 10 de fevereiro, em casa, contra o Monterrey (MÉX).

 

CASA DESARRUMADA

Enquanto Alex Silva não chega - o zagueiro, que estava no Hamburgo (ALE), acertou neste sábado seu retorno ao Morumbi - o time continua a passar sufoco no sistema defensivo. Assim como aconteceu no empate contra o Mirassol no meio da semana, o sistema com dois zagueiros se mostrou frágil e Osni obrigou Rogério Ceni a fazer a primeira grande defesa logo aos 6 minutos de partida. O goleiro, que completou 37 anos nessa sexta-feira, ainda teve que trabalhar em pelo menos mais duas oportunidades.

 

Pelas laterais, a terceira formação em apenas três jogos e a que parece ter dado mais certo até agora, ao menos no ataque. Ádrian González vinha aproveitando a oportunidade, mas acabou expulso no segundo tempo. Do lado esquerdo, Júnior César deixava espaços nas costas, mas a todo momento servia Washington, que custou a aproveitar as oportunidades.

 

RITMO LENTO

Se na finalização Washington não foi bem no primeiro tempo, compensou na assistência. Aos 36 minutos, ele encontrou Hernanes sozinho na entrada da área, que avançou e chutou forte para vencer o goleiro Sidão. "Ano passado fiz dez gols e esse ano quero fazer bem mais. É um bom começo, mas vamos manter a pegada para sair com a vitória", prometeu o meio-campo, na saída para o intervalo.

 

Apesar do gol, o ritmo do jogo seguia lento com o Rio Claro explorando justamente as costas dos laterais do time da casa. Com lançamentos longos, obteve sucesso em lances isolados e desceu para o intervalo sob as broncas do técnico.

 

Para a etapa complementar, o São Paulo parecia se esconder da forte chuva que caia no Morumbi. O time demorou a ir para o ataque e acabou dando ainda mais espaço para os visitantes. Mas aos 10 minutos, Marcelinho Paraíba levantou bola na área e Washington, dessa vez, não desperdiçou e desviou de cabeça. Foi o primeiro gol dele na competição.

 

 SÃO PAULO 3
Rogério Ceni; Adrián González    , André Dias, Miranda; Júnior César, Jean, Richarlyson, Hernanes, Léo Lima (Xandão); Marcelinho Paraíba (Sérgio Motta) e Washington (Dagoberto)
Técnico: Ricardo Gomes
 RIO CLARO 0
Sidão; Luciano    , Nelinho    , Odair Lucas, Murilo; Walker    , Alessandro Paraná, Maicon Souza, Vinícius    ; Edu Sales e Osni
Técnico: Paulinho McLaren
Gols: Hernanes, aos 38 minutos do primeiro tempo. Washington, aos 10 minutos e Rogério Ceni, aos 44, da etapa complementar

Árbitro: Rodrigo Braghetto

Renda: R$ 191.895

Público: 8.834 pagantes

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Nem a expulsão de Adrian González complicou a vitória são-paulina. Ricardo Gomes assumiu que o sistema com dois zagueiros ainda está longe de ser o ideal e colocou Xandão para jogar ao lado de André Dias e Miranda. Ao menos os contra-ataques do Rio Claro foram neutralizados e o time esperou o tempo passar para conseguir a primeira vitória.

As coisas ainda ficaram melhores para o São Paulo depois que os jogadores do Rio Claro perderam a cabeça e deixaram o futebol de lado. Jogadas mais duras se tornaram constantes e o zagueiro Nelinho também foi expulso.

 

Já no fim do jogo, Hernanes fez jogada de futsal na área do Rio Claro e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, Rogério Ceni, que havia desperdiçado uma cobrança na primeira rodada, não se intimidou, pegou a bola e tranquilamente atravessou o campo para marcar o seu 85.º gol na carreira.

"Não tenho a mínima objetividade de chegar a 100 gols. Executo a minha cobrança porque me sinto capaz, se chegar a essa marca é melhor para o São Paulo", disse. "Fico feliz de ter trabalhado legal no primeiro tempo e, no segundo tempo, conseguimos manter a posse de bola", completou o capitão.

 

Pela quarta rodada, o São Paulo encara o Paulista, na quinta-feira, na Arena Barueri, já que o Morumbi estará alugado para shows. Um dia antes, o Rio Claro pega o São Caetano em casa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.