São Paulo goleia e embala para o clássico com o Palmeiras

Com um cenário perfeito para voltar a vencer após dois tropeços, o São Paulo não encontrou dificuldades para golear o vice-lanterna Rio Branco por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, no Estádio do Morumbi, e ficar muito perto da classificação às semifinais. O destaque do confronto, válido pela 16.ª rodada do Campeonato Paulista, foi o meia-atacante Leandro, que marcou um gol e deu duas excelentes assistências para outros dois.O resultado mantém a equipe dirigida pelo treinador Muricy Ramalho na segunda colocação com 37 pontos, quatro atrás do líder Santos (41), que bateu o Corinthians por 2 a 1 no clássico na Vila Belmiro. Já o Rio Branco ficou muito perto do descenso à Série A-2 do Estadual - a equipe de Americana soma apenas 10 pontos, na penúltima colocação.Antes do apito inicial do juiz Christian Lopes de Oliveira, Muricy foi homenageado no gramado por completar 200 jogos no comando da equipe paulista. Esta é a segunda passagem do técnico no São Paulo - contrato em janeiro de 2006, ele já havia trabalhado no clube em 1996, quando Telê Santana foi afastado por problemas de saúde.Vindo de dois tropeços consecutivos - foi superado pelo Necaxa, quando deu adeus a invencibilidade 29 jogos, e pelo São Caetano -, o São Paulo encontrou uma equipe muito frágil e ainda contou com a seqüência invicta de mais de sete meses sem perder no Morumbi para passar pelo adversário sem problemas e embalar para o clássico com o Palmeiras. E, mesmo sem contar com inúmeros titulares - Miranda (suspenso), Ilsinho e Reasco (cedidos às seleções do Brasil e Equador), Aloísio (poupado), Jorge Wagner, Fredson e André Dias (machucados) -, os anfitriões não demoraram para abrir o placar.Logo aos 6 minutos do jogo, o volante Hernanes puxou contra-ataque e tocou para Souza. O camisa 10 abriu na direita e rolou para Leandro completar para o gol vazio. Com ampla vantagem, o São Paulo ampliou aos 30. Na entrada da área, Hugo fez o pivô e tocou para Leandro, que lançou Marcel. O atacante ficou cara a cara com o goleiro Éder e soltou uma bomba, sem chances de defesa. Cinco minutos depois foi a vez de Souza marcar o terceiro. Leandro recebeu na intermediária e deu uma grande assistência para Souza, que tocou na saída do camisa 1 do Rio Branco.A situação do Rio Branco ficou ainda pior logo aos 45 segundos da etapa complementar, quando Marcelo Heleno foi expulso por ter feito falta violenta por trás de Alex Silva. Com a vantagem, os donos da casa chegaram ao quarto gol aos 3 minutos. Após escanteio cobrado por Hugo, Richarlyson pegou a sobra e mandou para as redes. O jogo marcou a estréia do meia na temporada, uma vez que ele ficou quase quatro meses recuperando-se de uma operação no braço direito após um acidente de carro.Momentos depois foi a vez do lateral-esquerdo Jadilson também receber o cartão vermelho por fazer falta fora do lance. O árbitro Christian Lopes de Oliveira não flagrou o lance, mas foi comunicado da agressão através do rádio pela assistente Aline Lambert. O juiz seguiu complicando-se na partida ao marcou pênalti para Rio Branco alegando mão do zagueiro Alex Silva, aos 26. Oliveira novamente não acompanhou o lance duvidoso e foi alertado pelo bandeira Newton dos Reis Barreira. Na cobrança da penalidade, Heraldo mandou no canto esquerdo e o goleiro Rogério Ceni defendeu.Na próxima rodada do Paulistão, o São Paulo faz o clássico com o Palmeiras, no Morumbi, no domingo. Os são-paulinos foram punidos pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) com a perda de um mando de jogo por incidentes no confronto com o Santos. Como já havia iniciado a venda de ingressos para a partida, só terá que cumprir a pena diante do Marília, no dia 11 de abril, em Mogi Mirim. Já o Rio Branco recebe o São Bento, no Décio Vitta, em Americana, na luta direta contra o rebaixamento.SÃO PAULO 4 x 0 RIO BRANCOSão Paulo - Rogério Ceni, Jackson, Alex Silva (Breno), Edcarlos e Jadílson; Richarlyson, Hernanes, Hugo e Souza (Júnior); Leandro e Marcel (Borges). Técnico: Muricy Ramalho.Rio Branco - Éder; Everson, Paulão, Marcelo Heleno e Vainer; Felipe, Josias, Rodrigo Pontes e Rafael Chorão (Rodrigo Batata); Leandro Love (Rafael Leite) e Rossini (Heraldo). Técnico: Ruy Scarpino.Gols - Leandro, aos 6, Marcel, aos 30, Souza, aos 35 minutos do primeiro tempo; Richarlyson, aos 3 minutos do segundo tempo. Árbitro - Christian Lopes de Oliveira. Cartões amarelos - Jackson, Alex Silva, Richarlyson; Paulão e Marcelo Heleno. Cartões vermelhos - Jadilson e Marcelo Heleno. Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.