São Paulo goleia e garante a vaga

O São Paulo não esperava tanta facilidade para avançar às semifinais da Copa dos Campeões. Mesmo podendo perder por um gol de diferença, a equipe goleou o Sport por 5 a 0, nesta quarta-feira, no Almeidão. No primeiro confronto, havia vencido por 4 a 2, sábado, em Maceió. Um dos destaques da partida foi o atacante França, que marcou dois gols e igualou-se a Leônidas da Silva, sexto maior artilheiro da história do clube, com 140.A rodada dupla do torneio não mobilizou os torcedores de João Pessoa, embora São Paulo e Corinthians - que enfrentou o Coritiba - estivessem em campo. O estádio não ficou lotado, mas o entusiasmo dos jogadores são-paulinos manteve-se inabalado. "A vitória, como ela foi, dá moral para prosseguirmos na competição", comentou o atacante Luís Fabiano, que fez seu terceiro gol na Copa.O técnico Nelsinho Baptista fez apenas uma alteração em relação ao último jogo. Pôs o lateral-esquerdo Gustavo Nery, recuperado de contusão, no lugar de Lino, recém-contratado do Iraty, do Paraná. O início do jogo dava a impressão de que os torcedores da equipe paulista passariam por momentos de emoção e sofrimento. Como fizeram no segundo tempo do duelo de sábado, os pernambucanos pressionaram bastante nos primeiros 15 minutos. Só não abriram o placar porque o goleiro Rogério Ceni fez grande defesa em chute de Dutra.Aos poucos, porém, o São Paulo começou a controlar a partida. E, na primeira chance que teve, balançou a rede adversária. Aos 20, Gustavo Nery cruzou e Fábio Simplício, em posição duvidosa, apenas empurrou para o gol: 1 a 0. Com uma grande vantagem, os paulistas apenas trocavam passes esperando o fim da primeira etapa.No intervalo, o técnico do Sport, Júlio Espinosa, trocou o lateral-direito Saulo por Gilberto, buscando dar mais velocidade e poder ofensivo ao time, que melhorou. A equipe poderia ter empatado em dois lances. No primeiro, Ricardinho chutou forte e Rogério defendeu. No segundo, o atacante Rodrigo Gral, livre, acertou a trave. E, quando o placar parecia definido, o ataque são-paulino resolveu trabalhar, com muita intensidade, provocando uma "chuva de gols" em apenas 10 minutos.O bombardeio começou aos 36, com Luís Fabiano, que aproveitou cruzamento de Gustavo Nery. Em seguida, o zagueiro Jean saiu na cara do goleiro Nei e tocou com categoria: 3 a 0. França não queria ficar fora da festa e marcou o quarto e o quinto gols, igualando a marca de Leônidas da Silva. "É uma grande honra igualar a marca de um ídolo como o Leônidas", afirmou França. "Não esperava chegar tão longe."Satisfeito com a exibição do São Paulo, principalmente no segundo tempo, Nelsinho Baptista elogiou os jogadores. "Soubemos aproveitar as chances que tivemos." Para a próxima partida, no sábado, ele vai manter a escalação.

Agencia Estado,

27 de junho de 2001 | 21h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.