Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

São Paulo goleia o Bragantino e sobe para segundo no Paulistão

Rogério perde pênalti, mas time vence por 4 a 0 e fica a um ponto do líder Palmeiras

TERCIO DAVID - estadão.com.br

19 de fevereiro de 2011 | 21h22

SÃO PAULO - O São Paulo é o novo vice-líder do Paulistão. Sem muito esforço, e com Rogério Ceni perdendo pênalti, o time goleou o Bragantino por 4 a 0 neste sábado, no Morumbi, pela nona rodada do campeonato. Lucas, em seu retorno ao time após a conquista do Sul-Americano Sub-20 com a seleção, foi um dos destaques do jogo e autor de um dos gols são-paulinos.

Com o resultado, São Paulo chegou a 18 pontos, com uma vitória a mais que o Santos - que no domingo pega o Corinthians -  e um a menos que o líder Palmeiras, que neste domingo encara o Mogi Mirim. Já o Bragantino, ficou com os mesmos 12 pontos, e deixou o G-8.

Na próxima rodada, o São Paulo encara o clássico contra o Palmeiras, no domingo, novamente no Morumbi, às 16 horas. Um pouco mais tarde, às 18h30, o Bragantino visita a Portuguesa, no Canindé.

Fácil desde o começo. Com o Bragantino muito recuado, o São Paulo não teve problemas para dominar completamente o jogo, principalmente se aproveitando da velocidade de Dagoberto, Fernandinho e Lucas.

Aos 19, Lucas recebeu na frente e foi derrubado por Carlinhos na intermediaria de ataque do São Paulo. Dagoberto bateu a falta com perfeição, na cabeça de Miranda, que só desviou na saída do goleiro Rafael Defendi para abrir o placar.

O segundo gol poderia ter saído logo depois, quando Fernandinho recebeu livre na área e foi derrubado por Rafael Defendi. Pênalti para o São Paulo, que Rogério Ceni bateu mal e o goleiro do Bragantino pegou.

O "quase gol" do São Paulo serviu para acordar o Bragantino, que pelo menos saiu do seu campo de defesa para dar um enorme susto na torcida são-paulina. Aos 35, João Sales cruzou da esquerda, a bola bateu em Casemiro e encobriu Rogério Ceni, que acabou salvo pelo travessão e pela trave.

Mas o susto, foi só nisso mesmo, porque o São Paulo chegou ao segundo gol em grande estilo, ainda no primeiro tempo. Fernandinho tabelou com Dagoberto no contra-ataque em velocidade e saiu cara a cara com o goleiro. Aí foi só escolher o canto, bater e sair para comemorar.

Mantendo o embalo do primeiro tempo, o São Paulo foi atrás de aumentar o saldo de gols. Aos 18, foi a vez de Lucas, no reencontro com a torcida, fazer o seu, ao escorar cruzamento rasteiro de Fernandinho da esquerda.

Aos 31, pouco depois de ter entrado no lugar de Fernandinho, o jovem Willian fez o seu. Também campeão sul-americano Sub-20, ele recebeu na entrada da área e mandou uma bomba, sem chance para Rafael Defendi.

Goleando, o São Paulo ainda tomou um outro susto final, aos 43, quando Everaldo mandou uma bomba na cobrança de falta e acertou o travessão de Rogério Ceni.

Bragantino invicto. Apesar da derrota, o Bragantino pôde comemorar um feito: nunca ter tomando um gol de Rogério Ceni. Autor de 98 gols na carreira, o goleiro-artilheiro não conseguiu fazer o seu na cobrança de pênalti aos 23 do primeiro tempo.

SÃO PAULO - 4 - Rogério Ceni, Rhodolfo, Alex Silva, Miranda, Jean (Ilsinho), Casemiro, Carlinhos Paraíba, Lucas (Marlos), Juan, Fernandinho (Willian) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

BRAGANTINO - 0 - Rafael Defendi, Carlinhos, Marcos Aurélio, Everaldo, Nego (Dieguinho), Éder, Luciano Sorriso (Leandro Biton), Paulo Roberto, Júlio César, Finazzi e João Sales (Wellington). Técnico: Marcelo Veiga.

Gols - Miranda, aos 19, e Fernandinho, aos 44 minutos do primeiro tempo. Lucas, aos 18, Willian, aos 31 minutos do segundo tempo; Cartões amarelos - Marcos Aurélio, Everaldo, Carlinhos, Paulo Roberto, Rafael Defendi (Bragantino), Miranda e Ilsinho (São Paulo); Árbitro - Marcio Henrique de Góis; Renda e público - não disponíveis; Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time

blog ANTERO GRECO - São Paulo aos poucos se arruma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.