São Paulo inicia luta pelo tri mundial

Treze anos e um dia depois de vencer o Barcelona por 2 a 1 e conquistar seu primeiro mundial interclubes, o São Paulo volta ao estádio Nacional de Tóquio para iniciar sua luta pelo terceiro título. O primeiro obstáculo, nesta quarta-feira a partir das 8h20, é o Al Ittihad, da Arábia Saudita. O São Paulo terá uma uma mudança tática para este jogo, com uma postura mais agressiva que de costume. ?Mantenho o 3-5-2, mas o triângulo vai ser invertido. O Mineiro vai jogar mais próximo do Danilo do que do Josué. O 3-5-2 deve ser assim?, diz o técnico.Paulo Autuori não revelou se escalará Christian ou Aloísio no ataque, mas recusa-se a chamar isso de dúvida. ?Para mim, está definido há muito tempo. Não digo quem joga porque ainda preciso conversar com todos os jogadores e porque não tenho a obrigação de dizer?, disse Autuori, bem mais tenso que de costume.Para ele, não há diferença tática com a entrada de Aloísio ou de Christian. ?São jogadores de mesmo estilo, mais fixos na área. O que não começar a partida, pode entrar no segundo tempo, se eu quiser manter o esquema tático, fazendo apenas uma troca de jogadores, entrando alguém mais descansado.? Se o caso for de mudança tática, Grafite entra. ?Há muito estou apostando nisso. A recuperação do Grafite foi muito boa e é bom saber que ele pode entrar. É uma arma muito grande para o nosso time. Pode mudar o ritmo e o estilo de nosso time.? A segunda opção tática é a entrada de Souza, um jogador que é muito elogiado por Autuori. Nesse caso, quem sai é Edcarlos, com o time passando a jogar no 4-4-2, que é o esquema preferido por Autuori.A idéia do São Paulo é ter uma postura ofensiva desde o início da partida, colocando em prática os conceitos de Paulo Autuori sobre futebol. O time vai marcar a saída de bola do adversário e apostar muito nas jogadas individuais. Autuori treinou muito situações de jogo de homem contra homem, que acredita poderem definir o jogo.?Individualmente, o time deles não pode se comparar com o nosso. A qualidade individual do jogador brasileiro é muito maior, mas não há dúvidas de que o Al Ittihad é um time bem montado, em que cada jogador sabe o que fazer em campo. Somos favoritos ao jogo, mas é preciso confirmar isso em campo?, diz o treinador.Para isso, haverá cuidados. É necessário acabar com a ligação entre Mohammed Noor, o meia e Mohamed Kallon, o atacante. Eles fizeram uma parceria interessante no primeiro jogo. ?O Noor é muito bom. Um meia habilidoso, mas que ajuda bastante na marcação. E o Kallon é um atacante rápido e de força. Vamos cuidar deles?, diz Autuori.?O segredo do São Paulo é que a marcação começa no ataque, não é apenas com o volante. Por isso, o Kallon vai ser sempre vigiado. E, se chegar perto de nossa área, eu e o Mineiro vamos estar em cima dele?, explica Josué.Autuori aposta também em um bom condicionamento físico do São Paulo para vencer a partida. ?Aquela parada foi excelente. O time ganhou muita força física, basta ver como Josué, Mineiro e Danilo cresceram. A recuperação do Grafite foi excelente. Tudo está muito bem com nosso time.? É assim, confiante em sua força, mas com cuidados de certa forma até exagerados com o Al Ittihad que o São Paulo começa nesta quarta sua luta pela terceira estrela vermelha no uniforme. Se vencer, não faz mais do que a obrigação e já começa a pensar no Liverpool. Se perder, será a mais vergonhosa derrota de sua história. Acarretaria demissões, reformulação total e daria um fôlego enorme à Oposição na eleição de abril. Mas, abril está longe e a derrota nesta quarta, também.

Agencia Estado,

13 de dezembro de 2005 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.