Reprodução
Reprodução

São Paulo ironiza em convocação e cita 'torcedores do sofá'

Clube faz anúncio no Facebook e gera crítica de torcedores

O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2016 | 17h29

O São Paulo publicou nesta quarta-feira um anúncio polêmico para tentar aumentar a presença de público no jogo da próxima semana contra o River Plate, no Morumbi, pela Copa Libertadores. Na página oficial do Facebook, o clube postou uma foto de Calleri com a frase "Cadê você aí no sofá? A gente avisou que era noite de Libertadores" e causou a reação de alguns torcedores, que criticaram o comunicado escrito um dia depois da vitória sobre o Trujillanos.

Nos comentários da publicação, alguns são-paulinos reclamaram. "Por que não exaltar os 18 mil presentes? Cobram torcedor, mas não cobra futebol e empenho do time", escreveu um torcedor. "É melhor ver o vexame no sofá, vexame no estádio fica mais caro. Quem poderia adivinhar o resultado?", comentou outro. "Estamos esperando o time entrar em campo, até agora esse ano não tinha jogado", acrescentou um seguidor do clube.

Na última terça-feira, 18,5 mil torcedores estiveram no Morumbi para acompanhar a vitória da equipe por 6 a 0 sobre o Trujillanos, da Venezuela, pela quarta rodada da competição. A presença foi menor do que a registrada nos dois jogos anteriores da equipe na edição 2016 da Libertadores, ambos disputados no Pacaembu para 32,5 mil e 26,4 mil torcedores. A bilheteria também fica abaixo da média histórica do clube na competição.

No ano passado, por exemplo, o São Paulo teve o menor público na competição desde 1992, com a presença de 16,8 mil pagantes na vitória por 4 a 0 sobre o Danúbio, no Morumbi. A presença é apenas um pouco menor do que a registrada contra o Trujillanos. Apesar disso, o número de pagantes na partida com a equipe venezuela é 50% maior do que a média de público do time no ano, que é de aproximadamente 12 mil por jogo.

O clube esperava uma presença maior na terça-feira, por se tratar da primeira partida do São Paulo no Morumbi pela competição deste ano. A diretoria fez promoção e fixou em R$ 30 o valor da entrada para o setor mais barato. No ano passado a equipe chegou a receber 66 mil torcedores no estádio para uma partida de Libertadores. Na ocasião o confronto com o Cruzeiro era válido pela partida de ida das oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.