JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

São Paulo isenta Muricy de culpa em derrota para o Corinthians

Dirigente e jogadores preferem não culpar o técnico por atuação ruim nos 2 a 0 sofridos diante do Corinthians pela Copa Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2015 | 07h00

O São Paulo tratou de afastar o técnico Muricy Ramalho de qualquer possibilidade de culpa na derrota por 2 a 0 sofrida diante do Corinthians, na última quarta-feira, na Libertadores. Os jogadores assumiram a culpa pelo tropeço no clássico e a diretoria também isentou o treinador.

Segundo o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, Muricy acertou na escalação da equipe e foi superado somente por uma atuação perfeita do Corinthians. "Não há nenhum tipo de estresse. Temos muito tempo pela frente na Libertadores. Vamos ver se o time se recupera contra o Danúbio e o San Lorenzo", afirmou.

O zagueiro Dória também defendeu o comandante. "Ele (Muricy) não tem culpa nenhuma. Se alguém tem culpa são todos os jogadores. Quem jogou foi o time e não ele", explicou o zagueiro, que promete defender o técnico caso ele seja apontado como o culpado por novas derrotas. "Vamos comprar essa briga e mostrar nos jogos que temos qualidade", acrescentou.


No Itaquerão o Tricolor foi dominado pelo rival e sequer chutou a gol. Ao fim da partida, Muricy admitiu a atuação ruim. Em oito jogos na temporada, o técnico ainda não conseguiu repetir a escalação do São Paulo, algo que para Dória não indica a falta de um time base. "Isso demonstra que o elenco é forte e tem capacidade. Até sei que as mudanças foram porque um jogador mostrou mais do que o outro nos treinos durante a semana. Isso mostra que esta todo mundo querendo seu espaço".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.