São Paulo já pensa na Copa do Brasil

O São Paulo vai ter de trabalhar mais nesta semana para poder treinar e recuperar os jogadores na próxima. O time viaja terça-feira pela manhã para João Pessoa, na Paraíba. Na quarta-feira, enfrenta o Botafogo local em sua estréia na Copa do Brasil. Domingo, o adversário será o Guarani, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. De acordo com o regulamento da Copa do Brasil, para que não precise fazer o jogo de volta contra o Botafogo no meio da próxima semana, o São Paulo precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Os jogadores concordam: para conseguir um bom resultado em João Pessoa, o time precisará ter muito mais atenção que no jogo de sábado contra a Portuguesa Santista. O São Paulo vencia o jogo por 4 a 2 até os 39 minutos do segundo tempo e cedeu o empate. "Nós nos desconcentramos e o Vadão (o técnico Oswaldo Alvarez) precisou mexer com a rapaziada", disse Carlos Miguel. Até agora, apenas Flamengo, Goiás e Bahia conseguiram classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, sem precisar do jogo de volta. A formação da equipe para o jogo contra o Botafogo só será definida em um treino terça à tarde, em João Pessoa. Vadão poderá voltar a escalar o time com três zagueiros. No sábado, sem Wilson, machucado, o time jogou no 4-4-2, com a dupla de zaga formada por Jean e Rogério Pinheiro. Jean não foi bem e Wilson deverá ter condições de jogo. Outro "problema" para Vadão é Carlos Miguel. O meia, que perdeu a posição para Kaká, entrou no segundo tempo do jogo contra a Portuguesa Santista e melhorou o toque de bola do time. "Sem dúvida, trabalho para ser titular", disse Carlos Miguel. "Eu estava bem e só saí porque me machuquei", disse. O meia Souza está clinicamente recuperado de contusão nos ligamentos do tornozelo. Ele fará testes e poderá viajar com o grupo para João Pessoa. "Para voltar a jogar, só precisa mostrar confiança ao bater na bola", disse Vadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.