São Paulo já planeja elenco para 2006

Com o final de uma temporada vitoriosa, a diretoria do São Paulo já faz planos para 2006. E, mesmo durante a festa pela conquista do título mundial, o clube avalia qual será o futuro de alguns jogadores do elenco.A idéia da diretoria são-paulina é manter a base do time, que conquistou três títulos em 2005: Paulista, Libertadores e Mundial. Mas o clube promete reformular e fortalecer o banco de reservas.Alguns jogadores devem deixar o Morumbi. Um caso já é certo. O lateral-direito Cicinho está vendido e se apresenta em janeiro ao Real Madrid. Mas o São Paulo ainda sonha com a possibilidade de o clube espanhol mantê-lo mais 6 meses no futebol brasileiro.Outros três titulares têm chance de sair. Com o gol do título mundial, o volante Mineiro se valorizou bastante e, aos 29 anos, pode ganhar uma chance no futebol europeu. O caso do zagueiro Fabão é parecido: com a mesma idade, espera oportunidade de jogar fora do País. Já o zagueiro uruguaio Lugano deve ficar no São Paulo mais 6 meses. Mas seu futuro depois da Copa do Mundo será o futebol europeu: seu nome já foi comentado no Real Madrid, Valencia e Milan.Entre os reservas, o goleiro Flávio Kretzer tem contrato até dia 31 de dezembro e deve sair, porque deseja jogar. Assim, Bruno passaria a ser o terceiro goleiro. Já o volante Alê pode ser emprestado, assim como o meia Marco Antônio.O atacante Diego Tardelli foi o primeiro sair. Afastado do elenco por indisciplina, ele acabou emprestado por 350 mil euros ao Bétis e fica lá até o meio do ano que vem. A esperança são-paulina é que o clube espanhol resolva contratá-lo definitivamente, por mais 2,5 milhões de euros.Com relação ao lateral Fábio Santos, ao meia Velber e o atacante Christian, o São Paulo espera uma boa oferta para negociá-los. Já o meia Souza, que gostaria de sair do clube, deve ficar.

Agencia Estado,

19 de dezembro de 2005 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.