São Paulo já se prepara para o Mundial

Há seis vagas em aberto no avião do São Paulo que embarca em 5 de dezembro para disputar o Mundial Interclubes, em Tóquio e Yokohama. A Fifa permite a inscrição de apenas 23 jogadores - três deles são goleiros - para a competição. Na Libertadores, eram 25. Hoje, o São Paulo tem 12 titulares, dependendo do esquema utilizado por Paulo Autuori. São Rogério Ceni, Cicinho, Fabão, Lugano, Júnior, Mineiro, Josué, Danilo, Christian e Amoroso, que atuam nos dois esquemas. Quando o time joga com três zagueiros, Alex é escalado. E Souza se garante no 4-4-2. Esses estão garantidos. Vão na "janelinha". Um segundo grupo também está garantido. São os reservas mais utilizados. O goleiro Flávio Kretzer ganhou essa vaga de presente, com a saída de Roger, que brigou com a diretoria. Leandro Bomfim é outra opção forte, podendo até brigar pela vaga com Souza. Chegou do Porto e recebe muitos elogios de Paulo Autuori. Em um elenco enxuto, ganha força o jogador que pode exercer muitas funções. Ponto para Richarlyson, que joga como volante, meia e lateral-esquerda. E para Renan, que pode entrar como volante e também como zagueiro. Por isso, é mais forte que Edcarlos, o primeiro reserva da zaga quando o time joga com três zagueiros. Grafite, desde que se recupere da contusão no joelho direito, irá ao Japão. Sua recuperação tem surpreendido a todos e é candidato certo ao grupo dos 11 que entram em campo. Diego Tardelli poderia estar na janelinha, com tranqüilidade. Teve várias chances, mas sua capacidade de desligar-se das partidas preocupa muito. Mesmo assim, deverá ir ao Japão, basta que se esforce um pouco mais. Ele tem sido favorecido pela inconstância de Roger, jogador que chegou como esperança e não tem jogado bem. Thiago Ribeiro é outro que não tem mostrado força para ganhar a vaga de Tardelli. Com Thiago mal, Vélber ganha força como um atacante de velocidade pelos lados do campo. Fábio Santos, lateral-esquerdo que pode quebrar um galho no meio, ou Alê, volante que pode quebrar um galho na lateral direita? Fábio tem mais chances, mas os dois podem ir. Repetirão a briga por um lugar no banco de reservas. O goleiro Bruno pode ser uma surpresa. Tem treinado bem e disputa uma vaga com Matheus, quatro anos mais velho. O zagueiro Flávio tem pouquíssimas chances. Em relação ao grupo que ganhou a Libertadores, ficam de fora Roger, Michel, Daniel Rossi, Jean, Falcão, Marco Antônio e Luizão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.