São Paulo já soma grana da Libertadores

O São Paulo não se sabe se estará no Grupo 1 da Libertadores da América (reservado ao vice-campeão brasileiro) ou no Grupo 3, o mais provável, como terceiro colocado. Mas a diretoria já colocou no orçamento para 2005, como ativo, a quantia de R$ 5 milhões - projeção de lucros na competição. Se for o campeão, é lógico. "A Libertadores é rentável. Dá um lucro líquido de US$ 1,8 milhão ao campeão. Contamos com esse dinheiro", diz o diretor de planejamento João Paulo de Jesus Lopes.Para isso, o clube espera público médio de 50 mil nos jogos no Morumbi. "O torcedor adora a Libertadores, comparece em massa. Além das cotas da Conmebol aos mandantes, também há o dinheiro das placas publicitárias", diz o diretor. O marketing do clube fará campanhas para que a média de 50 mil pagantes seja alcançada.O São Paulo ironiza as ameaças do empresário Thomas Lico Martins, que promete tirar o São Paulo da competição por não haver recebido 50% do valor pago pelo clube para ficar com o passe de Cicinho no início do ano. Juvenal Juvêncio, vice-presidente de Futebol, explica. "É uma pilhéria. Ele é diretor do Banco Axial e foi se meter em futebol. Foi dirigir o Botafogo de Ribeirão e, como não é do ramo, quebrou. Ficou com o passe de alguns jogadores. Um deles é o Cicinho, que colocou no Atlético-MG. Só que eles não pagaram os salários e o Cicinho ganhou o passe na Justiça. Então, veio para o São Paulo. O Atlético não recebeu nada. Ele quer 50% de nada. Pode levar. Ele é corintiano. Quer nos atrapalhar. Não consegue."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.