São Paulo joga de olho na vantagem

A partida deste domingo entrePortuguesa Santista e São Paulo, às 11 horas, na Vila Belmiropoderia ser encarada como um amistoso de preparação, uma vez que o time do Morumbi só perde a vaga para a final do Campeonato Paulista se for derrotado por diferença de cinco gols. Mas nenhuma das equipes quer admitir que o jogo não passa de um "treino de luxo". Entre os são-paulinos, a ordem é seguir com bonsresultados e dar fim à incômoda irregularidade que persegue ogrupo, que desde o início do ano tem intercalado apresentaçõesde gala com desempenhos medíocres. "Precisamos de uma vitória para o time embalar de vez", afirmou o lateral Leonardo Moura. Para ele, uma seqüência de vitórias será importante não só para atrair o apoio da torcida na final do Paulista, como para dar moral ao time contra o adversário. O técnico Oswaldo de Oliveira lembrou de mais um motivopara o time não pensar em relaxar, além do respeito com oadversário: se perder para a Santista, o São Paulo ficará sem avantagem do empate na decisão do Estadual pois, segundo asregras do Paulista, será beneficiada a equipe que somar o maiornúmero de pontos ao longo da competição. "Nossa idéia,independentemente da combinação de resultados dos outros jogos, é vencer." Postura ? Para esta partida, o treinador são-paulinoespera que o time mantenha a mesma postura do jogo anteriorcontra o time comandado por Pepe, quando goleou por 5 a 0 noMorumbi, arrancando aplausos da torcida como há muito não sevia. "Acho que o que fez diferença naquele jogo foi que oataque funcionou como defesa", observou Oswaldo de Oliveira. Segundo o treinador, os jogadores de frente não sósouberam manter a bola no campo adversário como também souberam fazer boa marcação nos jogadores da Santista nos momentos em que eles estavam com a posse de bola. A única coisa que aborrece o treinador é o horário dapartida, 11 horas. O forte calor nesta época do ano em Santosdeve aumentar o desgaste do jogo. "Não é aprazível. Danifica oespetáculo, mas existem interesses a serem satisfeitos que nãosão os nossos", reclamou Oliveira. A equipe terá duas alterações com relação ao jogo anterior. O meia Ricardinho e o volante Fábio Simplícioreceberam o terceiro cartão amarelo e serão substituídos,respectivamente, por Adriano e Maldonado. O time, no entantocontará com a boa fase de Luís Fabiano, que marcou três doscinco gols do jogo de quinta-feira, e Reinaldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.