Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

São Paulo joga melhor, mas gol no início dá título da Copinha ao Flamengo

Flamengo conquista seu quarto título da Copa São Paulo de Futebol Junior

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2018 | 12h00

Um gol aos 2 minutos do primeiro tempo de jogo garantiu o tetracampeonato da Copa São Paulo de Futebol Junior ao Flamengo. O time do técnico Maurício Souza superou o São Paulo nesta quinta no estádio do Pacaembu por 1 a 0.

+ Veja como foi a final da Copinha, lance a lance

O São Paulo buscou o empate durante todo o jogo, criou oportunidades, foi mais ofensivo e deu trabalho para o sistema defensivo rubro-negro, que fez boa partida. Apesar de impor respeito, a equipe paulista perdeu chances claras de gol durante toda a partida. O flamenguista Yago fechou o gol.

33.275 são-paulinos e flamenguistas aproveitaram o feriado de aniversário da capital paulista para apoiar os talentos futuros de seus times.As duas equipes chegaram invictas à final, ambas com 20 gols marcados. 

Nomes como Toró, Helinho, Liziero e Igor Gomes, do São Paulo, são fortes candidatos a subirem para o time principal ainda neste ano pelas boas exibições na Copinha. Do lado flamenguista, Matheus Dantas e Patrick chamam atenção no setor defensivo.

O JOGO

O Flamengo precisou de apenas dois minutos para decidir o jogo. Pepê cobrou escanteio na área e Wendel subiu mais que a zaga tricolor e marcou de cabeça. O São Paulo respondeu rápido com Liziero, em cobrança de falta que passou perto, e com Toró, que aproveitou sobra de Igor Gomes sozinho na frente do goleiro, e acertou a trave.

Bem posicionadas em campo, as duas equipes mostravam o porquê de terem chegado invictas à decisão do torneio. Os cariocas seguraram o resultado. O São Paulo, mais ofensivo, teve boa chance de empatar com Igor Gomes, aos 27, que aproveitou sobra de Helinho e bateu de primeira. A torcida chegou a gritar gol.

 

Enquanto o bom jogo rolava, nas arquibancadas, uma nota lamentável: dois grupos de torcedores são-paulinos iniciaram uma briga no setor de cadeiras azuis. O motivo: um deles queria assistir ao jogo em pé. Foi agredido, e a polícia agiu rápido, tirando os torcedores do setor.

A equipe tricolor cresceu no jogo e pressionou, mas o empate não veio. No segundo tempo, o Flamengo praticamente só se defendeu, com o São Paulo buscando o empate a todo custo. Gabriel Novaes de cabeça, aos 29, teve ótima oportunidade para embatar. Yago fez boa defesa, e ainda parou chances de Igor Gomes e Rodrigo no fim do jogo.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 0 x 1 Flamengo

SÃO PAULO - Júnior; Tuta, Walce, Rodrigo e Bruno Dip (Gabriel Novaes); Luan, Liziero e Gabriel Sara (Oliveira); Igor, Toró (Pedro) e Helinho (Antony). Técnico: André Jardine.

FLAMENGO - Yago; Bernardo (Aderlan), Dantas, Patrick e Pablo (Michael); Hugo Moura, Theo e Pepê (Patrick Valverde); Lucas Silva, Wendel (Luiz Henrique) e Bill (Yuri). Técnico: Maurício Souza.

Gol: Wendel, aos 2 minutos do 1º tempo.

Cartões amarelos: Yago, Hugo Moura e Pepê.

Público total: 33.275 torcedores.

Renda: R$ 829.760,00

Árbitro: Lucas Canetto Bellote

Local: Pacaembu, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.