Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

São Paulo leva 2 a 1 do Fluminense no Morumbi pelo Campeonato Brasileiro

Resultado derruba a equipe tricolor para a quinta colocação na competição

Demétrio Vecchioli, Agência Estado

31 de agosto de 2011 | 23h59

SÃO PAULO - Após o empate contra o Santos, Adilson Batista lembrou que o São Paulo estava há seis jogos sem perder. Agora ele não tem mais este argumento. Nesta quarta-feira, o time paulista foi derrotado por 2 a 1 pelo Fluminense, em casa, e chegou aos cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. A sequência tem quatro empates (dois deles no Morumbi) e esta derrota. Com isso, o time caiu para a quinta posição, com 35 pontos.

Desde que Adilson assumiu o clube, o São Paulo conquistou seis pontos em seis jogos no Morumbi pelo Brasileiro. Por conta disso e da péssima partida do time nesta quarta-feira, ouviu gritos de "burro" vindo da arquibancada. Ao fim do jogo, muitas vaias.

A vitória levou o Fluminense a 28 pontos, em oitavo. Na próxima rodada, sábado, o time carioca recebe o Atlético-GO. O São Paulo visita o Figueirense sem Lucas e Piris, à serviço de suas seleções, Jean e Wellington, suspensos, um por ter sido expulso esta noite, o outro por ter levado o terceiro amarelo.

O JOGO

Quem assistia o primeiro tempo sem prestar atenção no local onde o jogo era realizado tinha certeza que o Fluminense era o mandante. Com um time apático e sem criatividade, o São Paulo logo perdia a bola quando tinha a posse dela e deixava o time carioca mandar no jogo. Nas duas primeiras vaciladas da defesa, houve quem salvasse.

Na primeira, Marquinho ficou cara a cara com Rogério após passe de Fred, bateu rasteiro e o goleiro fez ótima defesa. Um pouco depois, Lanzini carregou a bola pela direita da área, mas, na hora do chute, foi desarmado por Wellington. Na terceira chance, não houve como impedir o gol do Flu. Marquinho fez a jogada, Rhodolfo deixou a bola passar por debaixo de suas pernas e ela sobrou para Lanzini, que tirou de Ceni e abriu o placar.

Só aí é que o São Paulo decidiu tentar jogar, mas parou no seu confuso esquema tático sem um centroavante, com Lucas perdido e Rivaldo absolutamente apagado. Aos 36 e 37 minutos, a equipe criou duas chances seguidas. Dagoberto tentou pela direita, Cavalieiri defendeu e a bola bateu na trave antes de sair. Casemiro também teve espaço na área, mas chutou grama e passou vergonha cara a cara com o goleiro.

O prejuízo ainda poderia ser maior para o São Paulo. Juan, com um cartão amarelo, deu um tapa na cara de Fred. Lance para vermelho. O árbitro não viu e só advertiu Fred, por reclamação.

Rivaldo saiu para o intervalo pedindo uma mudança de postura da equipe, mas não voltou do vestiário. Apesar da promessa expressa de que Henrique teria uma sequência para mostrar por que foi eleito o melhor do Mundial Sub-20, Adilson Batista resolveu apostar em Willian José. A ideia era que, Jean e Juan, ambos em péssima fase, procurassem o centroavante com bolas pelo alto.

O time melhorou por oito minutos, apenas. E graças ao talento de Lucas, num chute de longe e num toque de calcanhar que criou uma boa oportunidade pela esquerda. Não passou disso. Preso na marcação do Fluminense, que abdicava de atacar, o São Paulo não levava qualquer perigo a Diego Cavalieri, mero espectador. Num raro contra-ataque, Fred fez o pivô para Rafael Sóbis chutar. A bola desviou em João Filipe e tirou Rogério Ceni do lance. Acabou nas redes.

Com 26 minutos de jogo, nenhum chute a gol decente no segundo tempo, e com Cañete esperando no banco para estrear, Adilson Batista começou a ouvir os gritos de burro. Ao mesmo tempo, Dagoberto se jogou na área após desarme de Leandro Euzébio e o árbitro deu pênalti. Rogério bateu e converteu.

O gol reascendeu o São Paulo, que passou a pressionar. Desorganizado, mas pressionando. Cañete e Marlos entraram, mas de nada adiantou. Logo em seguida, Jean fez falta por trás em Souza, na entrada da área, já tinha amarelo e foi expulso. Com um a menos e ainda mais desorganizado, o time da casa ficou longe do empate.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 1 FLUMINENSE

São Paulo - Rogério Ceni; Jean, Rhodolfo, João Filipe e Juan; Casemiro (Cañete), Wellington, Cícero e Rivaldo (Willian José); Lucas e Dagoberto (Marlos). Técnico: Adilson Batista

Fluminense - Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Marquinho; Fernando Bob (Digão), Diogo, Edinho e Lanzini (Souza); Ciro (Rafael Sóbis) e Fred. Técnico: Abel Braga

Gols - Lanzini, aos 17 minutos do primeiro tempo. Rafael Sóbis, aos 20, e Rogério Ceni (pênalti), aos 29 minutos do segundo

Árbitro - Elmo Alves Resende Cunha (Fifa-GO)

Cartões amarelos - Wellington, Juan, Jean, Fred e Leandro Euzébio

Cartão vermelho - Jean

Renda - R$ R$ 185.130,00

Público - 7.910 pagantes

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.