Érico Leonan/São Paulo
Érico Leonan/São Paulo

São Paulo mantém base e busca encerrar jejum de 15 anos no Paulistão

Permanência do técnico Fernando Diniz e do elenco é a aposta do clube para voltar a conquistar o Estadual

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2020 | 04h30

O São Paulo busca encerrar o jejum de 15 anos sem vencer o Campeonato Paulista. O último título estadual do clube foi conquistado em 2005. No ano passado, a equipe ficou perto de levantar a taça: perdeu a final para o Corinthians e terminou como vice. A estreia acontece nesta quarta-feira, contra o Água Santa, às 21h30, no Morumbi.

Para 2020, o clube manteve a base de 2019. Não houve contratações de reforços nem perda de algum jogador considerado titular. Além disso, a comissão técnica comandada por Fernando Diniz também continua para esta temporada. Os investimentos da diretoria foram em jogadores que já estavam no elenco: comprou Tiago Volpi e Igor Vinícius, que estavam emprestados, e acertou a permanência de Vitor Bueno em negociação que envolveu a ida de Raniel para o Santos.

O atacante Pablo aprovou a postura da diretoria e mostrou otimismo com o São Paulo. "Acredito muito na sequência do trabalho. No futebol brasileiro, treinador e jogador começam mal e tudo tem que mudar, mas não é dessa forma. Se o clube acredita e o jogador tem potencial, tem que ter sequência. O Athletico-PR fez isso e está em um momento muito bom, manteve a base. Eu vivi isso lá e posso falar. Quando tem a base, as coisas prosperam", afirmou.

O São Paulo não levanta um troféu desde 2012, quando foi campeão da Copa Sul-Americana. Para ex-meia e hoje diretor de futebol do clube, Raí, o time precisa saber lidar com a pressão da torcida. "O futebol é feito de ciclos, e um time como o São Paulo não pode ficar tanto tempo sem título. Temos que transformar essa pressão em motivação", disse.

Neste início de Campeonato Paulista, o técnico Fernando Diniz não poderá contar com o meia Igor Gomes e com o atacante Antony. A dupla está na Colômbia com a seleção brasileira sub-23 para a disputa do Pré-Olímpico. Eles terminaram 2019 como titulares e foram substituídos por Hernanes e Helinho durante os treinos da pré-temporada.

O restante do time é o mesmo que terminou o Campeonato Brasileiro do ano passado em sexto lugar. A expectativa é de que com o tempo de trabalho, a equipe evolua sob o comando de Diniz. "Isso é fundamental para saber a filosofia do treinador. As coisas vão acontecer naturalmente", apostou Pablo.

Time-base do São Paulo

Tiago Volpi, Juanfran, Arbolada, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes (Igor Gomes); Antony (Helinho), Vitor Bueno e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.