Rodolfo Buhred/Reuters
Rodolfo Buhred/Reuters

São Paulo mantém boa fase em Curitiba, bate Athletico-PR e encosta no líder

Com gol de Vitor Bueno, equipe de Cuca ganha, chega aos 30 pontos e está dois atrás do Santos

Julio Cesar Lima, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2019 | 21h31

O São Paulo manteve a boa fase após a parada da Copa América e superou o Athletico Paranaense, por 1 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba, em partida adiada pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.  A vitória fez o time do técnico Cuca subir para o quarto lugar com 30 pontos, mesma pontuação de Flamengo e Palmeiras, segundo e terceiro, respectivamente, e dois atrás do líder SantosVítor Bueno marcou o gol do triunfo aos 39 minutos do primeiro tempo.

O Athletico começou a partida pressionando o São Paulo em seu campo, explorando o lado direito com Madson, que levava vantagem sobre Vítor Bueno. Aos seis e aos dez minutos, Marcelo Cirino recebeu passes pela direita e quase abriu o placar.

O técnico Cuca percebeu a estratégia atleticana e inverteu o posicionamento de Liziero com Vítor Bueno e conseguiu neutralizar as jogadas pela direita. Em uma jogada pela esquerda, Liziero encontrou Vítor Bueno livre no meio da área, o atacante esperou a saída de Santos e tocou por cima para marcar o gol da vitória. Dois minutos depois Léo Pereira quase empata, após cobrança de escanteio.

Na segunda etapa, para dar mais agressividade ao ataque, o técnico Tiago Nunes colocou o argentino Marco Ruben no lugar de Rony, mas a alteração não surtiu efeito imediato. O time da casa tentava impor mais velocidade, mas perdia passes curtos e perdia para a defesa do São Paulo.

Aos 14 minutos, o atacante Raniel recebeu pela esquerda, ajeitou e bateu rente à trave de Santos. Apesar do susto, o Athletico voltou a responder e ficou mais agressivo com a entrada de Vitinho no lugar do amarelado Thonny Anderson, que não estava bem na partida. Com a entrada de Vitinho, Igor Vinícius deixou de avançar e o time da casa jogava praticamente no campo de ataque.

Aos 26, Marco Ruben quase empata, após cruzamento pela direita, mas o atacante não alcançou a bola. Pressionado pelo time da casa, Cuca trocou o autor do gol, Vítor Bueno, pelo volante Willian Farias. O São Paulo esperava encaixar um contra-ataque, mas as oportunidades não surtiam efeito. A Athletico mantinha a pressão e aos 43 minutos o atacante Marco Ruben acertou uma bicicleta e a bola passou rente à trave.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO-PR 0 x 1 SÃO PAULO

ATHLETICO-PR - Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano; Wellington (Thomas Andrade), Bruno Guimarães e Nikão; Marcelo Cirino, Thonny Anderson (Vitinho) e Rony (Marco Ruben). Técnico: Tiago Nunes.

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Igor Vinícius, Anderson Martins, Arboleda e Reinaldo; Liziero (Léo Pelé), Tchê Tchê e Daniel Alves; Antony (Juanfran), Vítor Bueno (Willian Farias) e Raniel. Técnico: Cuca.

GOL - Vítor Bueno, aos 39 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Daniel Nobre Bins (RS).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Guimarães, Wellington e Thonny Anderson (Athletico-PR); Reinaldo (São Paulo).

PÚBLICO - 21.562 total.

RENDA - R$ 765.475,00.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.