Igor Amorim/Divulgação
Igor Amorim/Divulgação

São Paulo mantém preço dos ingressos para lotar Morumbi na estreia de Pratto

Próximo jogo no estádio é contra o Mirassol, no sábado

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

13 Fevereiro 2017 | 19h22

Para as próximas quatro partidas no Morumbi, o São Paulo vai manter o mesmo preço dos ingressos que aplicou no jogo contra a Ponte Preta, quando mais de 50 mil pessoas foram ao estádio para o primeiro jogo de Rogério Ceni como técnico em casa. A intenção é manter uma alta média de público no Campeonato Paulista.

 

Os preços dos bilhetes para as arquibancadas variam de R$ 20 (para o setor atrás dos gols) a R$ 30 (para o setor central). A manutenção dos valores vale para os duelos contra Mirassol, no sábado, São Bento, na terça-feira (21), Santo André, no dia 3 de março (domingo) e Ituano, em 19 de março (domingo). Para o jogo contra o Corinthians, em 26 de março, os preços poderão ser revistos.

 

A primeira missão da diretoria é transformar o próximo jogo em casa em uma festa para a estreia do atacante Lucas Pratto, recém-contratado. Por questões de documentação, ele não poderá enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, na quarta-feira. "Quero jogar sempre. Já joguei dois jogos no ano, fisicamente estou 100%, mas por causa da documentação não poderá ser agora", disse Pratto.

Os 50.952 torcedores que foram ao Morumbi no domingo já colocaram o São Paulo com o maior público da temporada. A ideia é repetir a dose no fim de semana. "Quando vejo o Morumbi com 50 mil pessoas eu conto para os jogadores que o profissional que sobe e encontra 50 mil lá em cima, se torna um profissional diferente. Um cara que faz isso 100, 200 vezes, mostra que você é alguém diferente", afirmou o técnico Rogério Ceni.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FC futebol Morumbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.