Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

São Paulo marca um terço dos gols no fim do segundo tempo

Artilharia tardia leva equipe para a terceira vitória consecutiva

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 Março 2015 | 07h00

Se o time não brilha, pelo menos o torcedor do São Paulo não tem encontrado motivos para deixar de ver os jogos da equipe até o final. Mais de um terço dos gols do time em 2015 saiu na metade final do segundo tempo, como nas últimas três partidas, quando as vitórias sobre São Bento e Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista, e San Lorenzo, pelo Copa Libertadores, só foram confirmadas a poucos minutos do término.

Dos 28 gols marcados pelo Tricolor na temporada, dez saíram no quarto final dos 90 minutos das partidas. A equipe que sempre ouviu do torcedor pedidos de raça, agora mostra que não tem desistido de tentar o resultado. "Os gols no fim são sinal de que estamos com um bom condicionamento físico e sempre em busca da vitória", disse o lateral-esquerdo Carlinhos.

Na última quarta-feira, a vitória por 1 a 0 sobre o San Lorenzo só foi garantida aos 44 minutos do segundo tempo, quando Carlinhos cruzou e Michel Bastos completou de peixinho. No jogo anterior, contra a Ponte Preta, a virada por 2 a 1 só veio depois dos 20 minutos do segundo tempo.

A atual série de três resultados positivos do São Paulo começou depois da segunda derrota no ano para o Corinthians e apesar dos gols tardios, o time admite que o ideal era movimentar o placar mais cedo. "É melhor marcar gols no começo, para forçar as outras equipes a avançarem mais", disse Carlinhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.