Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

São Paulo mira liderança da chave contra o Guarani e pode ajudar o Corinthians

Time de Fernando Diniz encara o rival de Campinas na Vila Belmiro, em Santos, neste domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2020 | 05h01

O São Paulo entrará em campo neste domingo contra o Guarani, na Vila Belmiro, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, com a possibilidade de ajudar o Corinthians. O time tricolor, que almeja a liderança do Grupo C, poderá beneficiar o rival se vencer a equipe campineira.

Na rodada derradeira da fase inicial, o maior objetivo do São Paulo, já classificado às quartas de final, é garantir a ponta de sua chave. A equipe do técnico Fernando Diniz soma 18 pontos, um a mais do que o segundo colocado Mirassol, e conseguirá o feito em caso de vitória. Pode até, dependendo de outros resultados, terminar em primeiro na classificação geral.

No entanto, a vitória pode trazer sentimentos distintos, uma vez que há a possibilidade de ajudar o rival Corinthians, que enfrentará o Oeste e briga diretamente com o Guarani pela segunda vaga do Grupo D, cujo líder é o Red Bull Bragantino.

E ter o futuro do Corinthians em suas mãos não é novidade para o time tricolor. Já houve outras ocasiões em que a equipe alvinegra dependeu do clube do Morumbi e se deu bem. Em uma das mais lembradas pelos torcedores, em 2004, o atacante Grafite marcou duas vezes na vitória por 2 a 1 sobre o Juventus, rebaixou o time da Mooca e livrou a equipe do Parque São Jorge do rebaixamento.

Quanto à escalação, é certo que será diferente da que entrou em campo no revés para o Bragantino por 3 a 2, no Morumbi, na última quinta. As mudanças principais serão no meio-campo, setor que não terá Daniel Alves e Tchê Tchê, ambos suspensos pelo acúmulo de três cartões amarelos. A dupla integra o pequeno grupo de jogadores que atuou em 12 dos 13 jogos da equipe na temporada. A tendência é de que Luan e Liziero sejam os substitutos. Cada um começou atuando só uma vez nesta temporada, mas o segundo disputou outros sete jogos, contra apenas um de Luan.

Existe a chance de Diniz poupar algum jogador, seja pela sequência de partidas que o time terá pela frente ou pelo fato de três atletas estarem pendurados com cartões: o zagueiro Bruno Alves, o lateral-esquerdo Reinaldo e o meia-atacante Vitor Bueno.

A derrota para o Botafogo na rodada anterior não desanimou o técnico do Guarani, Thiago Carpini, que se mantém confiante em levar à equipe às quartas.

Com 16 pontos, o time de Campinas é vice-líder do Grupo D, mas tem o Corinthians na sua cola com 14 pontos.

"Podemos fazer uma boa atuação contra o São Paulo, mesmo porque acho que o time jogou bem contra o Botafogo. Tivemos muitos pontos positivos, falhamos em pontos que nós sabíamos que o Botafogo era forte", disse o técnico.

Depois de desperdiçar a chance de antecipar sua classificação às quartas de final na penúltima rodada, quando perdeu para o Botafogo por 2 a 0, o time de Campinas agora depende de uma vitória sobre o São Paulo para seguir sonhando com o título do Campeonato Paulista. Caso não ganhe, a equipe campineira será obrigado a secar o Corinthians. Em caso de empate do time de Campinas e vitória do time alvinegro, a disputa será por critérios de desempate.

Carpini tem preocupações. Giovanny é uma delas. O meio-campista foi substituído aos 24 minutos da etapa inicial, na derrota diante do Botafogo, por desconforto no músculo posterior da coxa e acabou vetado. Em seu lugar deve entrar Junior Todinho, que ficou no banco por ainda estar fora da melhor forma.

Por outro lado, retornam ao lateral-direito Pablo e o zagueiro Romércio, que cumpriram suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. É possível que a dupla recupere a titularidade entrando, respectivamente, nos lugares de Renanzinho e Wálber. Bidu deve retomar o seu posto na lateral-esquerda no lugar de Cristovam.

FICHA TÉCNICA:

GUARANI X SÃO PAULO

GUARANI - Jefferson Paulino; Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidu; Deivid, Eduardo Person, Lucas Crispim e Arthur Rezende; Rafael Costa e Júnior Todinho. Técnico: Thiago Carpini.

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Liziero e Igor Gomes; Vitor Bueno, Alexandre Pato e Pablo; Técnico: Fernando Diniz.

ÁRBITRO - Edina Alves Batista.

HORÁRIO - 16 horas.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.