Matheus Andrade/Divulgação
Matheus Andrade/Divulgação

São Paulo monitora Fluminense para abordar Conca

Argentino é o preferido da diretoria, mas salário atrapalha; Wagner pode ser alternativa mais em conta

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2014 | 19h02

O rompimento de contrato de patrocínio entre Fluminense e Unimed ligou o radar do São Paulo. A diretoria acompanha o que acontece no clube carioca e espera os próximos dias para saber se poderá tentar tirar jogadores das Laranjeiras. O primeiro da lista é Conca, mas outros nomes também agradam.

O argentino é objeto de desejo do Tricolor há anos; a primeira vez foi quando ele ainda defendia o River Plate, em 2007, mas o clube se negou a pagar os R$600 mil para tê-lo por empréstimo e ele acabou indo para o Vasco. Desde então ele é sempre apontado como alvo de interesse, mas isso nunca evoluiu para uma negociação bem-sucedida.

A diretoria, no entanto, sabe que a empreitada é muito complicada. Conca ganha R$750 mil nas Laranjeiras e teria que diminuir o salário quase pela metade para se enquadrar na política financeira do clube.

"Para o jogador descer um degrau do que ganha já é um parto. Imagine descer vários", disse um dirigente que acompanha de perto as negociações.

Caso o interesse não vá para frente, Wagner pode ser uma opção mais viável. O meia quase foi trocado por Osvaldo nesta temporada, mas o atacante não topou e o negócio foi desfeito. O meia já deu declarações mostrando estar preocupado com o futuro e vê com bons olhos a ideia de defender o clube do Morumbi. Caso as opções prioritárias não evoluam, pode ser procurado.

TERCEIRA VIA

Outro nome que pode ser procurado do Fluminense é o lateral-direito Bruno. O jogador, no entanto, é a terceira opção para a posição. O São Paulo negocia com dois atletas do exterior e só irá atrás do atleta caso as opções preferenciais não deem certo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.