Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

São Paulo muda a rotina para se preparar para jogo às 11h contra o Grêmio

Elenco treina de manhã nesta semana e terá cuidados especiais com a refeição

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2019 | 04h30

O São Paulo mudou a rotina de treinos nesta semana. Até sexta-feira, o elenco inicia os trabalhos às 11h, justamente o horário da partida contra o Grêmio, no sábado. A equipe gaúcha passará a pensar no confronto com o time tricolor a partir desta quarta-feira, já que enfrentou o Palmeiras na noite da última terça, pela Libertadores da América. 

Normalmente, o elenco do São Paulo costuma treinar à tarde no CT da Barra Funda. A mudança nesta semana foi feita pela comissão técnica para preparar os jogadores para o duelo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além do horário, os atletas terão cuidados especiais com a refeição matinal. No sábado, dia da partida, o café da manhã será reforçado com carboidrato. 

A maioria dos jogadores não gosta de atuar às 11h especialmente por causa da alimentação. O horário, porém, caiu no gosto dos torcedores. O Morumbi recebeu sete confrontos de manhã, sendo apenas um com público menor do que 40 mil pessoas.

O São Paulo está invicto em jogos no Morumbi às 11h: foram quatro vitórias e três empates. Será a primeira vez que o estádio receberá um duelo no sábado de manhã, horário adotado neste ano pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). As partidas anteriores foram disputadas no domingo.

O duelo entre São Paulo e Grêmio abre a 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe tricolor ocupa a quarta colocação da tabela, com 30 pontos. Os gaúchos estão em 12.º lugar, com 21 pontos.

Para o jogo contra o Grêmio, o técnico Cuca não poderá contar com Raniel, que foi expulso diante do Vasco e terá de cumprir suspensão. O atacante Antony sofreu uma pancada no ombro esquerdo durante a partida contra o Vasco, não teve lesão constatada em exames e treinou normalmente na terça-feira. Já Pablo e Toró continuaram os trabalhos de transição física e são dúvidas para a partida. 

Aexandre Pato, por sua vez, ainda faz tratamento de um edema muscular na coxa esquerda que afetou o nervo ciático. O atacante se queixa de dores e ainda não voltou a trabalhar em campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.