Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

São Paulo muda time para iniciar arrancada contra o Joinville

Clube quer começar recuperação depois de queda na Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de maio de 2015 | 07h00

Dez dias depois de ser eliminado da Copa Libertadores o São Paulo reencontra neste sábado a torcida no Morumbi disposto a iniciar uma nova fase. A equipe teve a semana inteira para poder se preparar e receber o Joinville, pelo Campeonato Brasileiro.

O encontro com os catarinenses deve ser a última partida de Milton Cruz como técnico, e marca o início da contagem regressiva dos sete últimos jogos de Rogério Ceni no Morumbi. O plano do goleiro de 42 anos é se despedir no estádio no dia de 26 julho, contra o Cruzeiro.

A partir da próxima semana a equipe pode ser comandada pelo colombiano Juan Carlos Osorio. Em entrevista ontem, o técnico do Atlético Nacional confirmou estar animado com a chance de assumir o Tricolor. "O que me propuseram é muito tentador do ponto de vista profissional e esportivo", disse.


A vinda para o São Paulo pode ser antecipada caso a sua equipe seja eliminada neste sábado nas quartas de final do Campeonato Colombiano. O time joga fora de casa contra o Deportivo Cali.

Milton Cruz sabe dessa possibilidade, e usou a semana para conversar bastante com os jogadores. A preocupação em arrumar o ambiente para o sucessor levou o técnico a incentivar o time e a trocar cinco titulares para o jogo. Pela primeira vez sob o seu comando Luis Fabiano e Alexandre Pato serão titulares juntos. Os dois ganharam atenção especial no começo da semana, quando o técnico conversou com eles para acabar com o desentendimento sobre quem é o dono da posição.

O problema foi resolvido, e o foco para o jogo com Joinville é fazer o time se mostrar livre do abatimento demonstrado na semana passada, quando jogou mal e perdeu para a Ponte Preta dias depois da derrota para o Cruzeiro na Libertadores.

"É difícil superar a decepção. O grupo estava muito focado no torneio, ficou chateado e em Campinas jogamos sem torcida. Foi um fator que prejudicou um pouco", afirmou o técnico.

O São Paulo vai a campo com um formação parecida com a usada nos últimos jogos. Luis Fabiano será o atacante centralizado e Pato vai jogar na linha de meias junto com Ganso e Michel Bastos.

O time terá dois volantes, que serão Souza e Denilson. Wesley vai ficar no banco por questão técnica, já que seu rendimento não vem agradando à comissão técnica. A equipe vai ter um armador a mais para tentar pressionar o caçula da Série A.

O ambiente no Morumbi promete ser movimentado. A torcida organizada marcou um protesto em frente ao portão principal. E a expectativa é de um bom público, porque a diretoria fez promoção e reduziu o preço de um dos setores para R$ 20, contra R$ 30 cobrados na estreia, contra o Flamengo.

RETRANCA

O técnico do Joinville, Hemerson Maria, deve escalar uma equipe com postura defensiva. Mesmo sem ter marcado gol em duas rodadas, o time catarinense não deve se arriscar. O veterano Marcelinho Paraíba terá o papel de armar o time, e a aposta no ataque será o centroavante Kempes, ex-Portuguesa.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X JOINVILLE

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Paulo Miranda, Dória e Carlinhos; Denilson, Souza, Michel Bastos, Alexandre Pato e Ganso; Luis Fabiano. Técnico: Milton Cruz.

JOINVILLE: Oliveira, Mario Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Rogério; Naldo, Anselmo, Marcelo Costa e Marcelinho Paraíba; William Henrique e Kempes. Técnico: Hemerson Maria.

Juiz: Wagner Reway (MT)

Horário: 18h30

Local: Morumbi 

Transmissão: Pay-per-view

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.