José Patrício/Estadão 
José Patrício/Estadão 

São Paulo não deve pagar para ter Pato contra o Corinthians

Multa para o ex-atleta do rival do Tricolor no clássico é R$ 1 milhão e atacante deve, portanto, desfalcar a equipe em série invicta  

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

15 Setembro 2014 | 16h33

Alexandre Pato não deve ter a oportunidade de enfrentar o Corinthians no próximo domingo, no Itaquerão. O São Paulo não pretende pagar a multa de R$ 1 milhão para que ele entre em campo. Por isso, provavelmente ele desfalcará a equipe, que vem em uma série de nove jogos de invencibilidade.

Os dirigentes condicionam uma mudança de cenário apenas no caso de um patrocinador pontual aparecer até o fim de semana e bancar a multa. Fora isso, o clube não pretende gastar a quantia num momento em que as finanças estão apertadas e a diretoria luta para manter os salários em dia. As dificuldades financeiras foram inclusive tema do racha entre o presidente Carlos Miguel Aidar e o ex, Juvenal Juvêncio.

Pato se transformou num dos principais responsáveis pela grande fase do São Paulo. Nos últimos 11 jogos, ele marcou oito gols e ajudou a levar o time à vice-liderança do Brasileiro, com 42 pontos, a apenas quatro do Cruzeiro. A boa fase fez até investidores irem atrás da diretoria para perguntar sobre sua multa rescisória, mas o valor espantou os interessados.

Em recente entrevista exclusiva ao Estado de S. Paulo, o atacante disse respeitar seu vínculo com o Corinthians, mas admitiu que gostaria de continuar no Morumbi após o fim do seu empréstimo, em dezembro de 2015. Pato chegou ao São Paulo em troca com Jadson com o Corinthians em fevereiro. Sua multa rescisória é de R$45 milhões, valor que cairá para R$30 milhões no fim de 2014.

"Quero continuar no São Paulo, mas isso não depende só de mim. Depende do meu rendimento. No futuro eu me vejo no São Paulo, mas por enquanto preciso pensar nesse empréstimo", disse o jogador.

Mais conteúdo sobre:
futebolSão Paulo FCPato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.