Wander Roberto/Divulgação
Wander Roberto/Divulgação

São Paulo não empolga, mas vence o Mogi Mirim na estreia no Paulistão

Rogério Ceni - de pênalti - e Marcelinho Paraíba fizeram os gols dos 2 a 0 no interior paulista

ERIC AKITA, estadão.com.br

16 de janeiro de 2011 | 19h02

SÃO PAULO - Ainda sofrendo com a falta de ritmo e de condicionamento físico típica do início de temporada, o São Paulo não empolgou em sua estreia no Campeonato Paulista 2011, neste domingo, mas venceu o Mogi Mirim por 2 a 0, no Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

O time tricolor volta a campo pela competição estadual nesta quarta-feira, para enfrentar o São Bernardo, no Morumbi. No mesmo dia, o time mogiano vai até Campinas para enfrentar a Ponte Preta.

O jogo. Como tem sido a estratégia dos chamados times grandes, o São Paulo se lançou ao ataque logo nos primeiros minutos da partida. E teve resultado: aos quatro minutos do primeiro tempo, o zagueiro Thiago Alves, do Mogi, cortou um cruzamento com o braço dentro da área e o árbitro Rodrigo do Amaral anotou o pênalti. Rogério Ceni bateu firme no canto esquerdo do colega de posição João Paulo e abriu o placar.

O Mogi tentou reagir, mas a falta de qualidade nas finalizações atrapalhou nas poucas chances criadas no ataque - algumas delas através do experiente meia Paulo Isidoro. Aos 12 minutos, após cobrança de falta, o lateral Niel apareceu sozinho na área e cabeceou para uma bela defesa de Rogério Ceni, mas o árbitro já havia apontado o impedimento. O Mogi ainda reclamou de dois supostos pênaltis não marcados.

Na etapa complementar, o equilíbrio se manteve. Depois de ver o São Paulo quase ampliar o marcador com um belo chute de fora da área de Jean, o Mogi respondeu na mesma moeda com Niel, obrigando Rogério Ceni a realizar uma difícil defesa.

E o 'toma-lá-dá-cá' continuou. Aos 25 minutos, o lateral são-paulino Jean cruzou rasteiro e o zagueiro Audálio quase marcou contra. O Mogi respondeu e, aos 30 minutos, em um rápido contra-ataque, Niel recebeu na entrada da área e chutou no canto esquerdo de Rogério Ceni, que fez boa defesa.

No fim do jogo, a qualidade do passe do São Paulo fazia a diferença. Fernandinho recebeu ótimo lançamento e cruzou para Marcelinho Paraíba, que completou para o gol e garantiu o 2 a 0 no placar.

O Mogi não se entregou e ainda tentou buscar o gol, tendo duas ótimas oportunidades para marcar, mas ou esbarrou na trave ou no goleiro Rogério Ceni.

MOGI MIRIM - 0 - João Paulo, Niel, Thiago Alves , Audálio, João Paulo Gomes, Baraka, Bruno de Jesus (Léo Paraíba), Val, Paulo Isidoro (Geovane), Ricardinho (Paraíba) e Roberto Jacaré - Técnico: Antônio Carlos Zago.

SÃO PAULO - 2 - Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda, Juan, Rodrigo Souto, Cleber Santana  (Marcelinho Paraíba), Carlinhos Paraíba , Ilsinho, Mazola (Dagoberto) e Fernandinho  - Técnico: Paulo César Carpegiani.

Gols - Rogério Ceni (pênalti), aos 4 minutos do primeiro tempo; Marcelinho Paraíba, aos 43 minutos do segundo tempo; Árbitro - Rodrigo Guarizo do Amaral; Renda - R$ 196.896,00; Público - 5.166 pagantes; Local: Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.