Arquivo/AE
Arquivo/AE

São Paulo não pensa em renovar contratos de certos jogadores

Diretoria planeja reformulação para a temporada 2009, independente do resultado final no Brasileiro da Série A

Giuliander Carpes, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2009 | 10h25

O São Paulo pode ou não levantar o troféu do Brasileiro pela quarta vez seguida - não vence há três rodadas e caiu da segunda para a quarta colocação -, mas a diretoria já decidiu: haverá uma reformulação profunda no elenco. A base que levou o título em 2008 foi mantida neste ano e, mesmo com os reforços, os resultados ficaram aquém do planejado. Agora muitos dos campeões e medalhões contratados irão embora.

Veja também:

linkRicardo Gomes diz que problema é técnico

linkJean afirma que time precisa render mais

linkAndré Dias não garante retorno no clássico

MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

As negociações para trazer reforços já estão em andamento, embora, oficialmente, a direção são-paulina não confirme. No entanto, um dirigente garantiu que as conversas para trazer Marcelinho e Carlinhos Paraíba, do Coritiba, estão bem encaminhadas. Um viria para resolver a carência de um camisa 10, que o São Paulo não tem desde a saída de Danilo, no começo de 2006.

Carlinhos Paraíba tem compromisso com os paranaenses até março e deve assinar um pré-contrato com o Tricolor nos próximos dias. A vinda do atacante Fernandinho, do Barueri, está fechada e o clube ainda tenta trazer Rafael Sóbis, do Al-Jazira (Emirados Árabes) e repatriar Cicinho, da Roma. Ambos se recuperam de lesões no joelho.

Chegou a hora de Hugo e Borges saírem. O meia já queria ter realizado, na última janela de transferências, o sonho pessoal de jogar na Europa. O Sporting, de Portugal, não aceitou pagar US$ 1 milhão por sua liberação, mas, com o fim do seu contrato no final do ano, será impossível segurá-lo no Morumbi.

O centroavante também tem compromisso só até o final da temporada. As conversas com a diretoria para a renovação não evoluíram e o atleta decidiu: não fica. Tem proposta do mundo árabe e cogita-se que também poderia vestir a camisa palmeirense em 2010.

Washington e Rodrigo devem seguí-los. O atacante, contratado no final do ano passado a peso de ouro (tem o segundo maior salário do clube, atrás apenas de Rogério Ceni), irá para o Grêmio, enquanto uma nova prorrogação do empréstimo do zagueiro junto ao Dynamo Kiev está praticamente descartada.

E Miranda deve ser, enfim, negociado com o futebol europeu. O São Paulo segurou o jogador para tentar o título brasileiro, mas precisa fazer caixa por não ter realizado grandes negociações nos últimos dois anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.