São Paulo não quer saber de zebra contra o Juventus

Time do Morumbi precisa vencer para o duelo deste domingo para garantir classificação, mas tem problemas

Giuliano Villa Nova e Valéria Zukeran, O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2008 | 08h10

O São Paulo sofreu na quarta-feira para vencer o Sportivo Luqueño, por 1 a 0, pela Copa Libertadores. Só furou a forte retranca dos paraguaios numa cabeçada de Adriano, já nos acréscimos. Para o duelo decisivo contra o Juventus, às 16 horas, no Morumbi (com transmissão online do estadao.com.br), os são-paulinos esperam a mesma dificuldade. E sabem que não têm escolha: com 35 pontos, precisam ganhar para chegar à semifinal do Paulista sem depender de outros resultados. Veja também: Carlos Alberto fora do jogo e Fábio Santos suspenso do time Veja as chances de classificação e rebaixamento no Paulistão Simule a classificação final da primeira fase Quais times devem se classificar para a semifinal? TV Estadão: Análise da reta final do Campeonato Paulista ClassificaçãoMas o time entra em campo sob a tensão causada pela confusão criada por Fábio Santos na noite de sexta-feira. O volante foi suspenso neste sábado pelo São Paulo por 29 dias e considerado culpado pela briga com um membro do grupo - um jogador ou um integrante da comissão técnica. Para o jogo deste domingo, Richarlyson deve substituir o volante, deixando vaga na lateral para Júnior.COMPLICAÇÃOSobre o confronto contra o Juventus, o técnico Muricy Ramalho espera dificuldades. "Vai ser outro jogo complicado. O Juventus também atua fechado. Mas terão de sair mais, pois também precisam ganhar", comenta o técnico, sobre a necessidade do rival da Mooca, ameaçado pelo rebaixamento.Os comandados de Muricy Ramalho pretendem repetir a atuação que tiveram diante do Bragantino (vitória por 2 a 0). "Foi nosso melhor jogo este ano", opina o artilheiro Borges. "Tomamos conta do meio-campo desde o início, a bola chegou bastante ao ataque e criamos várias chances de gol." São PauloRogério Ceni; Joilson, André Dias, Miranda e Júnior; Zé Luis, Richarlyson, Hernanes e Dagoberto; Borges e AdrianoTécnico: Muricy Ramalho JuventusJonatas; Valdir, Dedimar, Rafael e Naves; Levi, Anderson Luís, Fernando Miguel e Kanu; Cadu e LimaTécnico: José Carlos FescinaÁrbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral Estádio: Morumbi, em São PauloHorário: 16 horasRádio: Eldorado/ESPN - AM 700 KhzMas manter tal nível não será fácil. Além de Fábio Santos, o time não terá Jorge Wagner, responsável por boa parte dos gols do time, graças às suas precisas cobranças de faltas e escanteios. "Não temos ninguém no elenco como ele", lamenta Muricy. O camisa 7 foi suspenso por um jogo pelo TJD, em razão da agressão a Valdivia, no clássico contra o Palmeiras. Dagoberto deve jogar, já que Carlos Alberto não treinou e está fora do jogo.Sem Jorge Wagner, o treinador confia na boa fase de Adriano. "Ele sabe que está num grande momento e que os próximos meses serão decisivos para nós e para ele", observou Muricy. "Se continuar assim, poderá voltar à Europa em alta", arrisca. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.