São Paulo não terá André Dias no jogo contra o Chivas

O São Paulo terá um único desfalque nesta quarta-feira, quando enfrenta o Chivas, no México, pela semifinal da Copa Libertadores da América. É o zagueiro André Dias, ainda envolvido numa disputa jurídica com o Goiás. Os advogados do jogador tentaram uma liminar nesta terça, mas não conseguiram liberá-lo para entrar em campo. O caso de André Dias é complicado. No começo do ano, ele entrou com ação na Justiça para conseguir liberação do Goiás e acertou com o São Paulo. Mas, na semana passada, o Tribunal Regional do Trabalho deu uma liminar ao clube goiano, garantindo seu contrato com o zagueiro. Assim, a CBF confirmou a decisão judicial através do BID número 354. Com isso, André Dias tem contrato em vigor com o Goiás até 31 de dezembro de 2008 e não pode defender o São Paulo. Nesta terça-feira, os advogados do jogador ainda tentaram uma liminar no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília, mas o ministro Rider de Brito negou o pedido. André Dias viajou com a delegação são-paulina para o México na esperança de conseguir a liberação judicial e poder jogar. Agora, ficará apenas na torcida no Estádio Jalisco, em Guadalajara. Contra o Chivas, o seu substituto será o zagueiro Edcarlos. No mais, o técnico Muricy Ramalho terá todos os titulares à disposição. Em busca do seu quarto título na Libertadores, o São Paulo terá um duro desafio na semifinal contra o Chivas. Afinal, já enfrentou o time mexicano duas vezes nesta edição do torneio, ainda na primeira fase, e perdeu ambas. O jogo de volta está marcado para o dia 2 de agosto, no Estádio do Morumbi.

Agencia Estado,

25 Julho 2006 | 20h26

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.