José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

São Paulo nega parcelar multa para Pato jogar: 'nem em 100 vezes'

Dirigente descarta pagar para ter atacante contra o Corinthians

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 Março 2015 | 17h20

O São Paulo descarta pagar multa ao Corinthians para poder escalar o atacante Alexandre Pato no clássico entre as equipes no próximo domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. O vice-presidente de futebol do Tricolor, Ataíde Gil Guerreiro, afirmou que enquanto estiver em vigor o contrato de empréstimo, o jogador não enfrentará o ex-clube. Nem a boa fase de Pato o demove da ideia.

"Não pensamos em momento algum em pagar a multa para poder escalar Pato. Até 31 de dezembro, ele não vai enfrentar o Corinthians. Não chegamos sequer em pensar nessa hipótese", disse o dirigente. Depois do jogo de domingo, as equipes se enfrentam também em 22 de abril pela fase de grupos da Libertadores. "Nem que o presidente do Corinthians faça em 100 pagamentos nós vamos pagar", completou.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, havia cogitado a possibilidade de aceitar um parcelamento da multa do jogador. "Se o São Paulo precisar, fazemos em duas ou três vezes", disse. O valor é de R$ 5 milhões. O atacante tem contrato de empréstimo com o time do Morumbi até o fim do ano e pelo combinado, só pode enfrentar o Corinthians caso seja pago essa multa.


Pato é o artilheiro do São Paulo na temporada, com oito gols - são seis no Paulistão e dois pela Libertadores. No domingo, ele pode ser substituído por Alan Kardec.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.