Lennart Preiss/EFE
Lennart Preiss/EFE

São Paulo pede cautela antes de pensar no retorno do zagueiro Breno

Clube pretende dar tempo para jogador se adaptar à rotina de treinos

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 de maio de 2014 | 11h00

SÃO PAULO - O São Paulo tenta conter a ansiedade da torcida para a chegada de reforços para a defesa, como Breno. Em julho deve retornar ao clube o zagueiro, que vai ganhar a liberdade da prisão na Alemanha e voltar para o time em que foi revelado. Porém, o Tricolor já demonstrou cautela antes de pensar em como aproveitar o defensor.

"Ele está há muitos anos fora do futebol e não é facil a volta para jogar. Estamos com cuidado em relação a isso, porque não é fácil passar o que ele passou", disse o técnico Muricy Ramalho. Em setembro de 2011 Breno jogava pelo Bayern de Munique quando foi acusado de colocar fogo na própria casa. O caso lhe rendeu ser condenado a a três anos e nove meses de prisão.

Atualmente o jogador aguarda a redução da pena, por ter bom comportamento. Breno tem contrato com o São Paulo até outubro de 2015 e quando voltar ao Brasil, deverá passar cerca de três meses em treinamentos para recuperar a forma física.

O jogador se destacou em 2007, aos 18 anos, quando foi titular na campanha do título brasileiro, sob o comando de Muricy. Com a mesma idade de Breno, o elenco atual tem Lucão, que já é comparado ao defensor. "O Breno era mais técnico, saía mais pra o jogo. Temos a esperança de trazê-lo, mas será preciso termos paciência", comentou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.